ACP confirma posição contrária à instituição de feriados em jogos da Copa do Mundo

Empresários e políticos analisam paralisação do comércio no evento futebolístico

A decretação de feriados durante a Copa do Mundo 2014 foi debatida na Associação Comercial do Paraná (ACP) na noite desta segunda-feira (20), por representantes da Casa e o vereador Paulo Rink (PPS), líder da Comissão Especial para Acompanhamento dos Assuntos da Copa 2014 (Ceaco), da Câmara Municipal. Participou também o vereador Chico do Uberaba (PMN).

Com argumentos pontuais, a ACP defendeu posição contrária à instituição dos feriados durante a Copa. Gláucio José Geara, vice-presidente e coordenador do Conselho Político, diz que a entidade já ouviu comerciantes preocupados com o prejuízo que o comércio terá. “O prejuízo não tem como ser revertido pelo comerciante que vende hoje para pagar suas contas amanhã”, afirmou Geara.

 O vereador Paulo Rinck falou dos vários pontos positivos e negativos dos feriados, e que esta é uma questão aberta e que todos devem ser ouvidos. Rinck disse que devemos lembrar também dos eventos culturais que irão acontecer junto à Copa, como a Fan Fest (festa dos fãs), prevista para o Parque Barigui, e que irá movimentar a cidade. “Estes debates são necessários para chegarmos a um consenso da forma mais democrática e transparente possível”, continuou.

O alerta de Camilo Turmina, vice-presidente e coordenador geral do Conselho das Câmaras Setoriais, é em relação à falta de táxis na cidade sugerindo que toda a frota de ônibus deva estar nas ruas.

Para o vice-presidente José Eduardo Sarmento, quando os turistas decidem visitar uma cidade “eles esperam encontrar o comércio e os demais serviços em pleno funcionamento sendo, portanto, inconcebível a decretação de feriados nos dias de jogos da Copa”. Posição semelhante foi exposta por Odone Fortes Martins, também vice da ACP, para quem o fechamento do comércio trará “enorme prejuízo à cidade, além de dificultar a atração de visitantes do interior, de estados vizinhos e mesmo do exterior”.

O vereador Chico do Uberaba também se mostrou contrário aos feriados, frisando o comércio aberto será um ponto positivo para a cidade.

 Hospedagem e segurança

 Apesar dos 13 mil leitos hoteleiros já terem sido contratados pela Fifa em Curitiba e Região Metropolitana o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Paraná (Abih), Henrique Lenz César Filho, disse que a entidade não concorda com a instituição dos feriados. “Com o comércio fechado a cidade não será atrativa ao turista e desta maneira todos perdem”, ressaltou.

 A delegada Mônica Meister, representando o 1° Distrito Policial, falou que os policiais já estão em treinamento (fase de aprimoramento) em idiomas, atendimento ao turista, extravio de documentos ou mesmo em graves delitos.

Temas como a não arrecadação de tributos, problemas de logística, abastecimento do comércio, visitas culturais limitadas, segurança e mobilidade urbana, também foram debatidos na reunião.

 Estiveram também presentes Cleverson Marinho Teixeira, José Carlos Infante Bonatto, Paulo Brunel, João Carlos Regis, Coronel Jorge Costa, Thomas Kolontai e Jandira Scussel, além de outros convidados.