ACP continua tentando na Justiça derrubar feriado da Consciência Negra

Assim como o Juiz Marcos José Vieira, da 1º Vara da Fazenda Pública de Londrina, derrubou o feriado para o comércio da cidade, a Associação Comercial do Paraná continua tentando reverter na Justiça a promulgação da lei que estabelece o dia 20 de novembro como feriado municipal em Curitiba. Conforme a lei promulgada pela câmara municipal, nesta data a cidade vai comemorar o Dia da Consciência Negra e decretar feriado municipal.

A ACP argumenta que a instauração do feriado traria prejuízos ao comércio local, sendo a favor da promoção de eventos culturais que lembrem a data, mas paralisar o comércio nesse dia traria um prejuízo de R$ 160 milhões à economia local. O cálculo é feito com base no Produto Interno Bruto do município, dividido pelo número de dias úteis.