ACP lança campanha de combate à pichação

Na próxima segunda (28) prefeito assina termo de cooperação com a entidade

A Associação Comercial do Paraná (ACP), em parceria com representantes da Segurança Pública, Sindicato dos Vigilantes e outras autoridades, lançou na última quinta-feira (24) uma campanha de divulgação e engajamento contra a pichação em prédios públicos e privados da capital. A entidade vem se reunido com autoridades desde o fim do ano passado para discutir formas mais eficientes para a prevenção de punição dos vândalos da cidade.

A campanha, preliminarmente nominada “Acorda em Curitiba”, pretende divulgar o número da Guarda Municipal (153), estimulando o auxilio da população na identificação dos infratores. Segundo a GM, em 2012 quase 400 pessoas foram envolvidas em casos que envolveram pichação na cidade. Deste número, cerca de 50% são maiores de idade. A Policia Militar (pelo número 190) e o disque denúncia (181) também poderão ser utilizados em caso de flagrante.

De acordo com o major Luiz Marcelo Maziero (GGI-PM), até março o Estado deve contar com um acréscimo de 1000 soldados e 1300 viaturas nas ruas, o que beneficiará diretamente as ações contra as pichações na cidade. Além de investir em comunicação, a campanha pretende estimular ações educacionais nas escolas de Curitiba, a “despichação” em ruas e prédios públicos da cidade e o apoio da prefeitura de do governo do Estado.

Na próxima segunda-feira (28), às 17, o prefeito Gustavo Fruet, assina um termo de cooperação entre prefeitura, ACP e demais instituições se comprometendo a combater a prática nociva que, só em 2012, causou prejuizos superiores a R$ 1 milhão para a administração pública.