ACP retoma luta por melhorias no Centro

Entre as reivindicações da entidade, estão banheiros públicos e ciclovias

O presidente da Associação Comercial do Paraná, Edson José Ramon, entregou, no início da noite de quarta-feira (13), ao prefeito Luciano Ducci documento contendo reivindicações de melhorias no Centro de Curitiba. As propostas, que tratam da Lei de Incentivo Fiscal para imóveis subutilizados, abandonados e mal conservados e calçadas, instalação de banheiros públicos, de ciclovias e de postos de informações turísticas, foram formuladas pelo Centro Vivo, programa da entidade, a partir de sugestões de lojistas da região Central da cidade.

Durante o evento, promovido pelo Conselho Político da ACP e realizado na sede da entidade, quando o prefeito Ducci fez um relato dos investimentos em obras e o presidente do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), Cléver Ubiratan Teixeira de Almeida, detalhou o projeto do metrô, Ramon, ao destacar que Curitiba é “uma cidade de ponta que valoriza o seu cidadão”, ressaltou que há demandas que não necessitam de grandes investimentos, mas que são importantes para a população e, por isso, necessitam ser atendidas “com muita agilidade”.

Ramon lembrou que existe uma força-tarefa entre a Prefeitura e a ACP que, há cerca de dois anos, tem interagido no desenvolvimento de projetos. Resultado disso, são as propostas que foram entregues ao prefeito Ducci. “Temos algumas ideias que precisam ser agilizadas. É, por exemplo, o caso de banheiros públicos, cuja solução precisa caminhar com certa agilidade, assim como as ciclovias no centro, para facilitar a vida do cidadão, como alternativa ao uso do automóvel”.
Ducci afirmou que a Prefeitura sempre esteve aberta para discutir as demandas do Centro da cidade, propostas pelo Centro Vivo.  “É importante saber ouvir as pessoas e as entidades. Por isso, nossa equipe continua discutindo com a Associação Comercial diversos projetos, tratando da possibilidade de implementá-los, como é o caso dos banheiros públicos, pois sabemos da importância de resolver esse tipo de situação”, comentou.

Obras e metrô

O prefeito Ducci expôs aos presentes as obras de infraestrutura que estão em execução na cidade, ao informar que estas contam com um investimento de R$ 457 milhões. E informou que estão previstos outros R$ 820 milhões em projetos a serem iniciados. Também anunciou que, em 2012, deve começar a construção da primeira etapa do metrô, que demanda recursos de R$ 2,25 bilhões do PAC da Mobilidade Urbana. Segundo o prefeito, as obras contribuirão para melhorar o trânsito na cidade. “Mas não vai resolver, porque Curitiba ganha toda semana 900 carros novos. Aliás, é a maior frota de veículos proporcional entre todas as capitais brasileiras, o que representa um permanente desafio a ser equacionado. E temos alternativas para isso, por meio de novo modal, como é o metrô ou o ligeirão”, afirmou.

O presidente do Ippuc, Cléver Almeida, disse que no dia 6 de junho sai o resultado dos projetos de metrôs inscritos no Ministério das Cidades que irão contar com recursos do PAC. Se a proposta de Curitiba for contemplada, a Prefeitura inicia a construção desse modal em 2012, com previsão de término das obras em quatro anos. A primeira etapa, com 14,2 quilômetros de extensão, entre a Estação CIC/Sul e Rua das Flores, está orçada em R$ 2,25 bilhões. O metrô de Curitiba terá capacidade para transportar 700 mil usuários por dia, frente aos atuais 400 mil do eixo norte-sul, o de maior demanda na capital.

  
Presentes

No evento, ainda estiveram presentes o vice-presidente e coordenador do Conselho Político da ACP,  Marco Antônio Peixoto; o  secretário de Governo, Luiz Fernando Jamur;   secretário de Relações Internacionais e cerimonial, Eduardo Guimarães; o cônsul do Uruguai em Paranaguá, Leda Borges; presidente da Junta Comercial do Paraná, Ardisson Naim Akel;  presidente do Conselho Nacional da Mulher Empresarial da CACB, Avani Slomp Rodrigues; presidente do Movimento Pró-Paraná, Jonel Chede; vice- presidente regional da Câmara Americana de Comércio – Amcham, Eduardo Guy de Manuel – Akel, Avani, Chede e Guy de Manuel são ex-presidentes da ACP -; presidente de Sindecon/PR, José Augusto Soavinski; presidente do Conselho de Segurança da Área Central (Conseg),  Malú Gomes; presidente da Associação dos  Empresários do Carmo e São Brás, Roberto Carlos de Lima; presidente da Associação Comercial do Uberaba e representante do deputado Francischini, Francisco Costa Filho; diretor da Agência de Desenvolvimento Curitiba S/A, Gilberto Camargo; representante da Fecomércio, Alberto Samway;  representante da senadora Gleisi Hoffmann, Regina Ricci Adami Zanchi, e representante da presidente da Fundação Cultural de Curitiba e ex-presidente da ACP, Maria Christina de Andrade Vieira, a chefe de gabinete Cristiane Raquel Hansen.

 Créditos: Albari Rosa

Créditos: Albari Rosa Créditos: Albari Rosa Créditos: Albari Rosa Créditos: Albari Rosa Créditos: Albari Rosa

Créditos: Albari Rosa Créditos: Albari Rosa Créditos: Albari Rosa Créditos: Albari Rosa Créditos: Albari Rosa

Créditos: Albari Rosa Créditos: Albari Rosa Créditos: Albari Rosa Créditos: Albari Rosa