ACP terá instituto para desenvolver projetos de inovação

Especialistas vão criar e reinventar ideias que promovam o bem-estar

O coordenador do Instituto ACP para Inovação, Eduardo Aichinger, que exerce a mesma função no Conselho Deliberativo da Associação Comercial do Paraná, reuniu nessa quinta-feira (11) um grupo de representantes de instituições públicas e privadas para o pré-lançamento da iniciativa patrocinada pela entidade de classe do setor produtivo.

Aichinger revelou que a ideia nasceu há um ano e meio e depois do diálogo com a sociedade representada por entidades envolvidas em projetos de inovação, a Associação Comercial do Paraná concluiu que deveria ter seu projeto próprio. “A iniciativa que deverá reunir especialistas de todas as áreas pretende trabalhar no sentido da criação, reinvenção e aperfeiçoamento de ideias que contribuam para o bem-estar, além de transformar a inovação em lucro”, comentou.

O instituto deverá atuar, segundo o coordenador, como “fórum permanente de apoio à prospecção de tendências inovadoras para o futuro da cidade de Curitiba, região metropolitana e interior do estado”. Aichinger frisou que a inspiração para o projeto da ACP veio em grande medida da legislação específica nos planos federal e estadual – a Lei da Inovação – informando que uma das linhas que o instituto pretende incrementar é “a viabilização de recursos destinados pela legislação para os projetos de inovação”.

O governo federal deverá aplicar R$ 34 bilhões na pesquisa e desenvolvimento de projetos de inovação em 2013, ao passo que o governo paranaense definiu a dotação de R$ 300 milhões para a atividade.

Participantes 

Participaram da reunião representantes das instituições BRDE, Senai, Holostech, Robótica Educacional, Sebrae-PR, IBQP, Secretaria de Ciência e Tecnologia, Komarca, UTFPR, Endeavor, Fesp, Agência Curitiba e Reparte.