Campanha da despichação mobiliza curitibanos

A campanha da despichação da cidade de Curitiba completa 120 dias de atividades com amplo resultado positivo – 700 denúncias realizadas até agora. No mesmo período de anos anteriores este número não passava de 50, o que ratifica o sucesso das ações desenvolvidas pela Associação Comercial do Paraná (ACP) em parceria com entidades públicas e particulares.

Frederico de Carvalho, diretor da Guarda Municipal de Curitiba, fez questão de registrar seus cumprimentos à ACP lembrando que “a entidade é hoje o grande maestro deste movimento que tem incentivado cidadãos a de fato pegar o telefone e discarem 153”. Segundo o inspetor, a ação marca o início de uma nova era do exercício da cidadania na capital paranaense. Munido de dados surpreendentes, Frederico revelou o perfil dos pichadores de Curitiba: pessoas de 12 a 36 anos, de poder aquisitivo médio a alto e que possuem ensino médio e superior. Atualmente, os presos acusados deste crime são 65 adultos e 69 adolescentes.

O próximo passo da campanha será o de conscientizar comerciantes acerca da lei que proíbe a venda de spray em tinta para menores de 18 anos, (Lei nº 9.605/98), com destaque para o trecho do texto que obriga o comerciante a colocar na nota fiscal de venda a identificação do comprador. “Dessa forma é possível controlar as fontes que proporcionam as armas aos pichadores, bem como identificar os compradores”, conclui Frederico. Dessa forma será possível cassar o alvará de proprietários de lojas que estiverem em descumprimento do código.

De acordo com Jean Michel Galiano, coordenador do Conselho do Comércio Vivo da ACP, o principal objetivo da campanha idealizada a partir das sucessivas reclamações de comerciantes, em relação ao alto custo mensal para manutenção de seus imóveis, foi “acordar Curitiba de que pichação é crime”, além de estimular a população a exercer a cidadania e denunciar os atos de vandalismo pelo número 153, canal criado especialmente para este tipo de crime.

Para o presidente da ACP, Edson Ramon, a grande vitória desta empreitada tem sido a união dos cidadãos de Curitiba engajados no espírito cívico de zelar pela sua cidade. “Este foi um grande exemplo de que a ACP cumpre seus deveres”, ressalta.