Campanha para evitar pichações começou pelo Calçadão

Um grupo de integrantes da campanha contra as pichações em Curitiba deu um exemplo prático na manhã desse domingo (3), quando mais de 100 pessoas percorreram o trecho da Rua XV de Novembro (entre Pres. Farias e Boca Maldita), munidas de tinta e pincel para repintar edifícios residenciais e comerciais pichados.

O mutirão foi liderado pelo vice-presidente da Associação Comercial do Paraná (ACP), Camilo Turmina, contando com a participação do prefeito Gustavo Fruet, que se encarregou de pintar a porta da tradicional Confeitaria das Famílias, totalmente coberta por pichações.

A ideia era recuperar pelo menos 50 edifícios, sendo que nos mais altos as pichações foram cobertas com o auxílio das técnicas de rapel.

A Associação Comercial do Paraná lançou recentemente, com o apoio de instituições públicas e privadas a campanha “Pichação é crime. Denuncie”, com o objetivo de chamar a atenção das autoridades e da própria sociedade para a gravidade da situação em Curitiba. A pichação de propriedade pública ou particular é crime previsto no artigo 65 da Lei de Crimes Ambientais, sendo o autor do delito passível de multas e/ou medidas socioeducativas.