Casem promove caminhada à beira-mar contra drogas

 

 

Lançada no ano passado pelo Conselho de Ação para Sustentabilidade Empresarial (Casem) da Associação Comercial do Paraná, a campanha “Perdeu” chega ao litoral paranaense no próximo sábado, 15 de janeiro, com uma caminhada à beira-mar, em Caiobá, a partir das 9h30.

Empresários, autoridades, moradores e veranistas do litoral resolveram aderir à esta campanha, que tem como objetivo alertar a população de que quem usa drogas perde.

Ela divulga no site www.perdeu.org.br orientações sobre drogas e locais de onde conseguir ajuda.

O presidente da ACP, o empresário Edson Ramon, lembra o prejuízo socioeconômico representado pelas drogas: o uso de álcool, crack, cocaína, maconha, calmantes, estimulantes, morfina e outras drogas, lícitas e ilícitas, afastaram pelo menos 1.640 funcionários do trabalho em empresas privadas de Curitiba e região metropolitana, só em 2009, segundo informações do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

O coordenador do Casem, Niazy Ramos, médico psiquiatra, explica que a ideia de ampliar a campanha se deu pelo resultado obtido na capital paranaense.

“Tivemos resultados positivos e surpreendentes. Quando lançamos a campanha, achávamos que a família iria procurar no site como orientar ao usuário. Qual foi nossa surpresa ao perceber que quem procurou informação foi o próprio usuário pedindo socorro e querendo sair das drogas”.

Apoio no litoral – A campanha teve no litoral compreensão da importância de sua ação e empenho das associações comerciais.

Os presidentes Yahia Hammud, Adalto Mendes Lurdes, Fausto Andre da Mota e Odalbor Ferreira Alves, das associações correspondentes de Paranaguá, Matinhos, Guaratuba e Pontal do Paraná, se sensibilizaram e disponibilizaram suas estruturas para apoiar a campanha que terá início com uma caminhada na Avenida Atlântica, em Caiobá.

“Para participar, basta ter vontade e comparecer, será meia hora de caminhada”, destacam os organizadores.

Além da caminhada, material impresso está sendo distribuído em várias localidades, como no ferry boat, em bares, restaurantes, nas ruas, nas praias e em Paranaguá e na Ilha do Mel, com o apoio da Agência de Desenvolvimento do Turismo Sustentável do Litoral do Paraná (Adetur Litoral) e da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), além de as associações comerciais litorâneas.

Campanha Perdeu – O aumento crescente do uso e abuso das drogas e suas consequências – como acidentes no trabalho, no trânsito, homicídios e suicídios – e a própria desinformação sobre os recursos de ajuda existentes e de como acessá-los, motivaram a realização da campanha, que já estava no papel em 2008 e foi colocada em prática no ano passado.

Ela foi idealizada pela Segmento Comunicações – agência de publicidade e comunicação – e ao ser apresentada para o Casem, foi colocada em prática em 2009.

Com a parceria de vários órgãos públicos e da iniciativa privada, a campanha visa não só a prevenção do uso das drogas, mas o encaminhamento para o tratamento em grupos de apoio e ajuda e a reinserção do usuário recuperado na sociedade, por essas entidades já mantidas por outros órgãos e instituições.

“O papel da ACP é de centralizar esses endereços e informar para o maior número possível de pessoas, como ter acesso a eles e saber onde procurar ajuda. Por isso colocamos no ar o site www.perdeu.org.br onde estão concentradas informações sobre todos os tipos de drogas, suas propriedades e ações nocivas e o contato de várias entidades que fazem tratamento, seja pública ou privada, que podem oferecer orientação, tratamento ou encaminhamento”, informa Ramos, do Casem.

“Precisamos ampliar esses pontos de atendimento”, ressalta.

O Paraná ainda precisa se mobilizar muito para ter forças suficientes para resgatar o usuário das drogas, complementa. “É preciso que a sociedade compreenda que as pessoas, as organizações e o governo, não estão indiferentes ao problema. Porém, é preciso ainda se realizar muito, como ampliar número de leitos nos hospitais, divulgar onde se conseguir ajuda e, principalmente, conscientizar as pessoas de que quem usa drogas perde sempre”.

Campanha no Carnaval – Estudos realizados no Pronto Socorro do Hospital do Trabalhador, em Curitiba, indicaram que em cerca de 10% dos atendimentos de acidentes ou violência de trânsito, homicídios e suicídios, houve a suspeita ou confirmação do uso de álcool ou outro tipo de drogas por parte da vítima.

Em 2008, 1.504 adolescentes em conflito com a lei foram atendidos pela Fundação de Ação Social. Desses, 881 usavam drogas, ou seja, 59%.

A ACP e as associações comerciais no litoral já estão se mobilizando para ampliar a campanha também na época do carnaval.

Além de caminhadas, estão previstas ações nas praças dos pedágios, uma parceria com a Ecovia; no ferry boat, com parceria da Associação Comercial de Guaratuba; nas travessias para a ilha do Mel, uma parceria com Associação Comercial de Paranaguá etc.

Para participar da campanha, assim como para divulgar alguma entidade que esteja já realizando algum tipo de tratamento, basta entrar em contato com o Casem (41 – 3320-2345), na Associação Comercial do Paraná ou pelos sites www.acpr.com.br e www.perdeu.orb.br