Comércio de Curitiba registra aumento de 2% nas vendas e queda de 8% na inadimplência em março

Em pesquisa encomendada pela Associação Comercial do Paraná (ACP), o Instituto Datacenso constatou o aumento nas vendas do comércio curitibano durante o mês de março. As entrevistas realizadas com 200 comerciantes da capital apontaram o crescimento de 2%, comparado ao mês de fevereiro. O número também foi superior a março de 2011, o que comprova o crescimento do poder aquisitivo entre os consumidores.

Outro dado que chama a atenção é a queda da taxa média mensal de inadimplência dos clientes, que vinha crescendo desde outubro. Em março, o número de devedores ficou em torno de 8%, com queda de três pontos percentuais em relação a fevereiro. A queda da inflação e o aumento do salário mínimo para R$ 622 em janeiro, foram os maiores responsáveis pela melhora, segundo Cláudio Shimoyama, coordenador da pesquisa.

Em abril, mês marcado pela Páscoa e proximidade com o Dia das Mães, os comerciantes esperam um aumento de 3% nas vendas em relação a março. Com a mudança de estação e a realização das “queimas de estoque”, o comércio espera superar tranquilamente os primeiros meses do ano. Por outro lado, os clientes tendem a quitar as dividas, passando a pensar em novos financiamentos. A pesquisa também apontou que o volume de vendas a prazo foi maior do que à vista, mantendo os mesmos índices de fevereiro.  Os itens mais citados pelos consumidores nas compras durante o mês de março foram roupas e acessórios, seguidos de calçados, perfumes, cosméticos e eletro-eletrônicos. O valor médio gasto com as compras ficou em torno de R$ 480, número 6% maior que fevereiro.