Comércio especializado espera vender 5% a mais na Páscoa

Pesquisa indica que o resultado desse ano será superior ao do ano passado

A maioria dos comerciantes curitibanos especializados em artigos de Páscoa (44%) estima um crescimento de 5% nas vendas em comparação com o mesmo período do ano passado. O índice foi apurado em sondagem realizada a pedido da Associação Comercial do Paraná (ACP) pelo Instituto Datacenso, que entre os dias 4 a 6 desse mês ouviu 158 comerciantes e 200 consumidores. A amostragem é proporcional ao ramo de atividade comercial e, do ponto de vista do consumidor, distribuída segundo gênero, faixa etária e renda média mensal.

O Datacenso dividiu consumidores masculinos e femininos em partes iguais (50% de cada gênero), com faixa etária predominante entre 36 a 45 anos (42%) e renda familiar mensal variando de R$ 1.245 a R$ 1.866 (34%), e de R$ 1.866 a R$ 3.110 (34%).

Os estabelecimentos comerciais pesquisados foram lojas especializadas em chocolate (44%), supermercados (39%), lojas de departamentos (4%), lojas de conveniência (4%), lojas de R$ 1,99 (3%) e casas de vinho (1%). Pouco mais da metade (54%) dos comerciantes se valeu de campanhas de propaganda, sorteios e descontos para pagamento à vista a fim de incrementar as vendas, alegando também que a oferta de novos produtos e os preços mais acessíveis também são fatores favoráveis.

Os consumidores pesquisaram dados sobre oferta e preços em tablóides (42%) e visitas às lojas (30%), mas segundo o Datacenso a maioria (29%) prefere deixar a compra dos presentes de Páscoa para a última semana. Os menos apressados (27%) compram três dias antes, ao passo que os desligados (11%) compram um dia antes, havendo os que admitiram fazer as compras apenas no próprio dia da Páscoa. Os consumidores precavidos (24%) compram 15 dias antes e somente 3% o fazem com um mês de antecedência.

A média de gasto por consumidor na aquisição dos presentes de Páscoa será de R$ 100 (mesma quantia do ano passado), sendo que 55% dos entrevistados pretendem presentear entre 3 e 4 pessoas. Dessa forma, o custo médio do presente deverá ficar em R$ 33. A preferência dos consumidores pelo presente mais tradicional da data, os ovos de chocolate, também foi apurada pelo Datacenso e ficou assim distribuída: chocolate puro (36%), crocante (20%), branco (17%) e recheado (12%).

As compras serão pagas à vista com cartão de crédito por 31% dos consumidores ouvidos pela pesquisa, à vista com cartão de débito por 29% e no parcelado por 21% dos compradores. Somente 13% dos consumidores afirmaram que vão pagar os presentes adquiridos com dinheiro vivo.