Concex-RI promove encontro com comitiva uruguaia

Estância quer atrair investidores paranaenses para desenvolver turismo

O Conselho de Comércio Exterior e Relações Internacionais (Concex-RI), da Associação Comercial do Paraná (ACP), promoveu nessa sexta-feira (1) um encontro entre representantes da Intendência de Maldonado, estância turística localizada no litoral sul do Uruguai, com empresários, executivos e agentes públicos e privados de negócios e turismo, com a finalidade de facilitar a realização de rodadas de negociação entre empresários paranaenses e uruguaios, visando a captação de investimentos para o país vizinho.

O coordenador Carlos Eduardo Guimarães, que saudou os participantes em nome da Associação Comercial do Paraná, afirmou que “o evento coloca o Concex-RI na vanguarda de uma série de realizações conjuntas destinadas à integração dos países do Mercosul”. O encontro contou com a participação de Joaquin Piriz Jorge, cônsul geral do Uruguai em Curitiba, Alvaro Bertoni, Facundo Höer , Javier Báez, da Intendência de Maldonado e Valéria Duarte, do ministério do Turismo e Esportes do governo uruguaio.

Participaram também Nelson Gramázio, presidente da Câmara de Comércio Brasil/Uruguai e Hélio Bampi, vice-presidente da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), além de representantes do World Trade Center, Instituto Municipal de Turismo e outras instituições.

Gramázio comentou que a Câmara de Comércio Brasil/Uruguai está planejando realizar em cooperação com o Concex-RI, ainda no primeiro semestre desse ano “uma missão de ida e vinda de empresários paranaenses ao Uruguai e empresários uruguaios no Paraná”. O executivo ressaltou que o intercâmbio vai possibilitar o contato de empresários paranaenses com uma das melhores zonas francas do mundo, a de Montevidéu, dotada de todos os modernos requisitos para facilitar a integração comercial. Segundo ele “a zona franca de Montevidéu é a verdadeira porta de entrada do mundo para a América Latina”.

O arquiteto Javier Báez, da Direção Geral de Turismo de Maldonado, fez uma exposição dos principais projetos que a municipalidade está desenvolvendo nas áreas de parques naturais, terminais de transporte, shoppings, hotéis e projetos urbanísticos, para os quais tem interesse na implantação de projetos bilaterais e multilaterais, bem como de parceria público privadas.

Guimarães se referiu ao potencial turístico da cidade de Curitiba e rotas especificas existentes no Paraná, salientando a necessidade da integração com os países do Mercosul e a realização de convênios de cooperação entre entidades públicas e privadas visando, entre outros objetivos, processos de aprimoramento de mão de obra especializada para o setor.