Empresários da África do Sul buscam negócios no Paraná

Encontro teve lugar na Associação Comercial do Paraná

Uma comitiva de empresários da África do Sul, com atuação nos setores de engenharia, arquitetura, construção civil, transportes, tecnologia e turismo, entre outros, foi recebida nesta quarta-feira (14) na Associação Comercial do Paraná (ACP), em evento realizado pelo Conselho de Comércio Exterior (Concex-RI), Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) e Consulado Geral da África do Sul em São Paulo. Na bolsa de brindes entregue aos convidados pelos visitantes, destacava-se a popular vuvuzela que tanto sucesso fez durante os jogos da Copa do Mundo de 2010.

Os empresários sul-africanos estavam acompanhados pelo embaixador no Brasil, Mpkama Mbete e pela secretária-adjunta de Comércio Exterior, Bongi Ludidi, no ato representando a vice-ministra do Comércio e Indústria, Thandi Tobias-Pokolo. Alguns dos empresários participantes da missão desenvolveram ou executaram projetos relacionados com a organização da Copa do Mundo. Eles conversaram com empresários interessados que atuam em campos similares, tendo em vista a realização da próxima copa no Brasil, com a finalidade de iniciar entendimentos que poderão evoluir para a realização de negócios.

O coordenador do Concex-RI, Odone Fortes Martins, enfatizou a importância dos encontros entre empresários paranaenses e estrangeiros, lembrando que as oportunidades de fazer negócios ajudam a fortalecer a atividade dos parceiros. O vice-presidente da Fiep, Rommel Barion, lembrou a atuação do Centro Internacional de Negócios da entidade, cujo foco mais importante é a atração de investimentos para o Paraná.

O representante do governo estadual, Ercílio Santinoni, da Secretaria de Indústria, Comércio e Relações com o Mercosul, citou a recente criação da Agência de Internacionalização do Paraná, integrada por federações, associações, dentre as quais a ACP, além de outras instituições relacionadas com o comércio exterior.

Oportunidades de negócios

O embaixador Mpkama Mbete salientou a parceria da África do Sul com o Brasil na sigla Brics, lembrando que a determinação do governo de seu país é encontrar novos mercados e oportunidades de negócios e o Paraná, que é a quinta economia mais importante do Brasil, dispondo de apreciável infraestrutura em aeroportos, portos, rodovias e energia, “não poderia ficar fora de nossa agenda”.

Segundo o diplomata que assumiu recentemente a embaixada da África do Sul no Brasil, o comércio bilateral entre ambos os países tem oscilado nos últimos anos, segundo dados da Câmara de Comércio Brasil-África do Sul. Em 2010, o Brasil exportou mercadorias (chassis, autopeças, automóveis, carne, máquinas e outros), no valor de US$ 1,3 bilhão e importou do citado país US$ 753 milhões em metais preciosos, carvão, motores e aço.