Estação Convention Center não vai mais fechar

A luta da Associação Comercial do Paraná (ACP) e do Instituto Municipal de Turismo pelo não fechamento do Estação Convention Center deu resultado. A BR Malls, companhia que administra o Shopping Estação, concordou em manter boa parte do espaço funcionando. A decisão foi anunciada na noite desta terça-feira (2), pelo presidente da ACP, Edson Ramon, e pela secretária de Turismo, Juliana Vosnika, durante encontro promovido pelo Conselho Político e Centro Vivo da entidade com o secretário municipal de governo, Luiz Fernando Jamur, e com o presidente do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), Cléver de Almeida.

“A parceria com a Prefeitura vem se intensificando e alavancando benefícios para a população de maneira geral, mas especialmente no Centro de Curitiba, já estamos alcançando efeitos desejados como o aumento e mudança no perfil dos moradores nesses últimos anos”, destacou o presidente da ACP, Edson Ramon.

No acordo feito com a Prefeitura, a empresa se comprometeu a preservar o espaço de reuniões para até 1.500 pessoas, o pavilhão de feiras, e outras salas executivas do local.  As negociações começaram há um ano e meio, quando a BR Malls anunciou a intenção de fechar do Convention Center para construir de um grande centro empresarial no local. O plano inicial era transformar toda a área em escritórios.

Junto à nova decisão, o Shopping vai destinar uma parte do complexo para locações corporativas. E a partir deste mês, o centro de convenções passará a ocupar dois pisos e dividirá espaço com o Estação Offices, uma torre comercial de alto padrão. A criação do novo espaço corporativo no mesmo edifício vai gerar até 2,5 mil novos empregos na cidade, diz a direção do empreendimento.

Revitalização

Depois de relembrar as obras de recuperação do Paço Municipal e da Rua Riachuelo, o presidente do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba, Cléver de Almeida, mostrou aos participantes do evento, o pacote de projetos para a Rua Carlos de Carvalho e Avenida Cândido de Abreu.

A nova Cândido de Abreu terá um calçadão central de 950 metros de extensão, com nova iluminação, paisagismo, espaços de lazer, quiosques de café e outros serviços. A avenida também terá estações de ônibus na lateral do calçadão. Ao longo do boulevard, os cruzamentos terão pistas elevadas, melhorando a segurança e facilitando a mobilidade de pedestres. Nestes pontos, obrigatoriamente, os veículos deverão reduzir a velocidade para passar pelo cruzamento.

Já na Carlos de Carvalho, os pedestres terão um motivo a mais para andarem nas calçadas. No trecho entre a Avenida Visconde de Nácar e a Rua Francisco Rocha, a Prefeitura fará uma grande intervenção dos dois lados da via, mudando para melhor a paisagem da região, a acessibilidade e a segurança. Nesse trecho, a Prefeitura também trocará as atuais calçadas irregulares por um novo modelo, mais bonito e uniforme, com placas de concreto de alta resistência e blocos intertravados. O projeto do Ippuc obedece a todas as regras de acessibilidade.

Créditos: Felipe Rosa 

Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa 

Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa 

Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa 

Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa 

Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa 

Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa