Impostômetro chega a R$ 1,3 trilhão nesta segunda-feira

Até 31 de dezembro a estimativa da arrecadação é de R$ 1,55 trilhão

A previsão é que o impostômetro, aparelho eletrônico colocado na fachada do prédio da Associação Comercial do Paraná (ACP), para marcar o ritmo da arrecadação de impostos, tributos e contribuições aos governos federal, estaduais e municipais, alcance a cifra de R$ 1,3 trilhão por volta das 18 horas desta segunda-feira (12).

Em 29 de agosto passado o ritmo da arrecadação havia chegado a R$ 1 trilhão, cinco dias antes que no exercício anterior (2011), devendo bater em R$ 1,55 trilhão no dia 31 de dezembro próximo. A arrecadação total em 2012, segundo estudos do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT), deverá ser 4% superior em termos nominais à de 2011, mas 2% menor em números reais.

Segundo o IBPT, o dinheiro arrecadado anualmente pelas três esferas de poder no país seria suficiente para plantar 250 bilhões de árvores, comprar 40 milhões de carros econômicos e construir 30 milhões de casas populares. Os maiores percentuais da arrecadação foram registrados pelo lCMS (20,21%), INSS (17,94%), Imposto de Renda (16,72%) e Cofins (10,42%).