Maringá recebe primeira edição do mutirão Acertando suas Contas

Consumidores terão condições especiais para renegociação das dívidas. Campanha é uma parceria entre Boa Vista Serviços e Associação Comercial do Paraná

Entre os dias 26 e 30 de novembro acontece em Maringá a primeira edição do Mutirão Acertando suas Contas. A campanha é promovida pela Boa Vista Serviços, administradora do Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC), em parceria com a Associação Comercial do Paraná (ACP) e será realizada na sede da ACP, recém instalada na Avenida Paraná, 518, sala 4, com atendimento à população das 8h às 18h.

O evento, que já teve quatro edições em São Paulo e no fim de outubro atendeu mais de 20 mil pessoas em Curitiba, representa uma grande oportunidade para consumidores renegociarem suas dívidas diretamente com os credores e, ainda, aprenderem mais sobre como manter seu orçamento doméstico em ordem.

Bancos, financeiras e redes de varejo como HSBC, Itaú, Credipar, Losango e Riachuelo terão postos de atendimento instalados no local. A consulta é gratuita e os consumidores devem apresentar RG e CPF.

Os atendentes também distribuirão cartilhas gratuitas contendo dicas sobre organização do orçamento doméstico e soluções para evitar o endividamento, ajudando na promoção da sustentabilidade de crédito no País.

Segundo o setor de serviços da ACP, administradora do Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC) no Paraná, na edição realizada em Curitiba, mais de 80% dos consumidores puderam renegociar suas dívidas em condições que variaram entre parcelamento, isenção de juros e, em alguns casos, descontos de até 70% no pagamento à vista.

Além de limpar o nome e promover o crédito consciente, a iniciativa pretende beneficiar o comércio às vésperas do Natal e aquecer as vendas de fim de ano.

Inadimplência em Maringá

De acordo com o banco de dados do SCPC, Maringá e região somam aproximadamente 135 mil inadimplentes, totalizando mais de 404 mil dívidas. O valor médio dos débitos é de R$ 631 e sua soma totaliza R$ 255.293.766.

Segundo a pesquisa de abrangência nacional realizada pela Boa Vista Serviços durante o mês de setembro, 29% das pessoas declaram ter alguma restrição gerada por compra realizada com cartão de crédito, seguida de carnê (24%), cheque (17%), empréstimo pessoal (13%), cheque especial (8%) e cartão de loja (8%).

O desemprego continua sendo a maior causa da inadimplência, segundo os entrevistados, representando 33% dos casos. O descontrole financeiro aparece em segundo, com 23%, seguido do empréstimo do nome para terceiros.