Movimento pró-UFPR em plena atividade

Em parceria com Fecomércio e ACP, UFPR realiza café-da-manhã para retomar as atividades do projeto.

A Federação do Comércio do Paraná (Fecomércio) realiza, nesta quinta-feira (10), um café-da-manhã em promoção ao Movimento Pró-UFPR, projeto formado por ex-alunos e ex-professores da Universidade que visa sensibilizar a comunidade para apoiar os projetos especiais da UFPR. “O Movimento Pró-UFPR representa o início do resgate da história do nosso símbolo de Curitiba, que é o prédio da UFPR”, destaca o presidente da Fecomércio, Darci Piana.

De início, o principal direcionamento do Movimento é a restauração e revitalização do Prédio Histórico, eleito “símbolo da cidade de Curitiba”. Nas palavras do presidente da Associação Comercial do Paraná (ACP), Edson José Ramon, “reformar, revitalizar as edificações da UFPR, a mais antiga universidade do Brasil e símbolo de nossa cidade, significa preservar a força da tradição. Significa valorizar o antigo, deixando-o tão belo como outrora. Academia pressupõe sabedoria. A sabedoria é bela e belo deve ser o que a simboliza”.

É este o sentimento que os eventos realizados pelo Movimento buscam despertar. A expectativa é envolver diversos atores, sejam estudantes, professores, técnicos e aposentados da UFPR, integrantes das associações de classe e de instituições públicas e privadas, além da sociedade em geral. Todos podem contribuir financeiramente para a concretização dos projetos que incluem ensino, pesquisa e extensão.

Para o reitor da UFPR, Zaki Akel Sobrinho, é bastante gratificante contar com o apoio de entidades importantes do nosso estado para a revitalização do Prédio. “É o grande símbolo, tanto da nossa Universidade quanto da nossa cidade”, ressalta.

Outra mobilização prevista pelos envolvidos no Movimento será a nova modelagem da região da rua XV de Novembro, dentro do processo de implantação do Corredor Cultural. O projeto agregará espaços culturais entre o Prédio Histórico, o Teatro da Reitoria e a Capela da UFPR, aproveitando as presenças dos teatros Guaíra e da Caixa Econômica para criar um perímetro voltado à cultura, aumentando a circulação de pessoas com teatro, cinema, museu e café.

A coordenadora executiva do Movimento Pró-UFPR, Maria Elisa Paciornick, exalta a proximidade do centenário da Universidade e comenta que “comemorar os 100 anos da UFPR é comemorar a alma do Paraná, pois as grandes conquistas e avanços na área de educação começaram aqui”.