Movimento quer criar corredor cultural na Rua XV

Recuperar o prédio histórico da Universidade Federal do Paraná (UFPR), na Praça Santos Andrade, Centro de Curitiba. Este será o primeiro passo do Movimento Pró-UFPR, lançado nesta segunda-feira (13), na cidade. A iniciativa prevê a realização de vários projetos em prol da UFPR e a criação de um corredor cultural no trecho da Rua XV de Novembro que vai até o Teatro da Reitoria da universidade. O movimento tem o apoio do Sistema Fecomércio/ Sesc/ Senac – Paraná e da Associação Comercial do Paraná (ACP).

Considerada a mais antiga universidade federal do País, a UFPR é referência na difusão do conhecimento e abriga, atualmente, 26 mil alunos em mais de 100 cursos. Para o reitor da universidade, Zaki Akel Sobrinho, o projeto é pertinente, principalmente às vésperas da comemoração dos 100 anos de fundação da instituição. “Emociona e gratifica vermos que no limiar da comemoração do centenário da UFPR, a sociedade paranaense, por meio de todos os seus segmentos mais representativos, reconhece a instituição como sua a ponto de desejá-la sempre melhor”, disse ele. O presidente da ACP, Edson José Ramon, falou da importância do movimento e ressaltou a representatividade que a UFPR tem em meio à população paranaense. “A Universidade Federal é um ícone não só de Curitiba, mas de todo o estado. Por isso, precisa ter seu prédio revitalizado, tendo preservadas suas características arquitetônicas e mantendo vivo o espaço de divulgação da arte, cultura e do conhecimento no Paraná,” afirmou. Já o presidente do Sistema Fecomércio/ Sesc/ Senac Paraná, Darci Piana, reiterou que “ a contribuição para a realização das melhorias no âmbito da UFPR não é apenas ato de generosidade, mas ato cívico que deve partir de todos os cidadãos do estado”.

Obras

O início das obras no prédio da UFPR ainda não tem data definida, mas a reforma deve ficar pronta antes de dezembro do ano que vem, como parte das comemorações pelo centenário da instituição.

Créditos: Felipe Rosa 

Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa 

Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa 

Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa 

Créditos: Felipe Rosa