Na ACP, Richa diz que educação será prioridade

Em encontro com empresários e diretores da Associação Comercial do Paraná, na sede da entidade, na última segunda-feira (13/09), o candidato ao governo do Estado Beto Richa (PSDB) frisou, várias vezes, que a educação será “a prioridade absoluta” de sua administração, caso eleito. “Só por meio da educação se constrói a cidadania”, disse Richa a uma platéia de quase duas centenas de pessoas. Ele lembrou sua experiência como prefeito de Curitiba no setor educacional, “no qual, dobrei o orçamento”, e prometeu o mesmo para o Estado. Richa também afirmou que, se eleito, seu secretário de Educação será o ex-senador e candidato a vice em sua chapa, Flávio Arns, que é professor.

À uma pergunta da platéia sobre seu relacionamento com o governo federal se por acaso o eleito a Presidente da República não for de seu partido, Richa respondeu: “Vou entrar pela porta da frente e, de cabeça erguida, cobrar o que o Paraná tem direito. Nosso Estado manda R$ 21,6 bilhões em divisas para o governo federal e recebe de volta apenas R$ 4,6 bilhões. Os paranaenses exigem respeito”. E complementou: “Na Prefeitura de Curitiba, fui oposição ao governo federal nos últimos quatro anos e o governo do Estado era situação. Proporcionalmente, atraímos mais recursos do governo federal do que o governo do Estado”. Segundo ele, isto aconteceu “porque formamos uma equipe de profissionais na Prefeitura e apresentamos projetos consistentes para ficar habilitados a receber os recursos federais. Em nenhum momento, o governo federal bateu à minha porta oferecendo recursos a fundo perdido”.

O próximo candidato a conversar com os empresários na ACP será Osmar Dias (PDT), que tem reunião pré-agendada para o dia 20. No dia 30, será a vez de Paulo Salamuni (PV). Nesta quinta-feira (16/09), às 8 horas, o candidato ao Senado Ricardo Barros (PP) estará na ACP, em evento promovido pelo Conselho Político da entidade, com co-promoção do Instituto de Engenharia do Paraná e o Movimento Pró-Paraná.