Presidente da ACP se encontra com líderes de movimentos sociais

O presidente do Conselho Municipal de Política Étnico-Racial, Saul Dorval da Silva, e o vereador Adilson Alves Leandro, conhecido como Mestre Pop (PSC), acompanhados do advogado Mozart de Quadros, se encontraram com o presidente da Associação Comercial do Paraná (ACP), Edson José Ramon, para pedir que a instituição desista de entrar na Justiça contra a criação do feriado da Consciência Negra em Curitiba.  

Em uma conversa amistosa, os representantes se prontificaram a apresentar estudos para comprovar que a paralisarão não trará prejuízos ao município, estimulando, inclusive, lucros em setores como o turismo e a gastronomia. De acordo com Ramon, a ACP, em momento algum, se manifestou contrariamente à legitimidade de prestar homenagens e reconhecer a importância histórica de Zumbi dos Palmares.

O presidente alertou para os riscos de prejuízos econômicos à cidade e destacou que a  manifestação deveria ser transformadas em eventos de natureza educativa, transmitindo às crianças e adolescentes, especialmente, a real compreensão da dimensão histórica do herói nacional.