Pró-Paraná completa 10 anos, de casa nova

Ao completar 10 anos, o Movimento Pró-Paraná inaugurou, nesta semana, sua nova sede. Ela fica no sexto andar do prédio da Associação Comercial do Paraná (ACP), centro de Curitiba. A cerimônia de entrega do novo espaço foi realizada na tarde desta terça-feira (16), e contou com a presença dos vice-presidentes do Grupo GRPCom Mariano Lemanski, Guilherme Döring Cunha Pereira e Ana Amélia Cunha Pereira Filizola, estes dois últimos filhos do jornalista Francisco Cunha Pereira Filho, fundador e primeiro presidente do movimento.

O atual coordenador do Pró-Paraná, Jonel Chede, falou da iniciativa de preservar a identidade cultural do Paraná e auxiliar no seu desenvolvimento junto à Nação e aos demais estados brasileiros, adotada pelo movimento. Ele relembrou, também, as lutas de Cunha Pereira em defesa das causas paranistas. “Com estas novas instalações queremos resgatar o compromisso assumido por este homem que, apaixonado por comunicação, sempre foi um forte defensor das causas do estado.  Ele não media esforços para utilizar-se da força de seus veículos para ajudar o Paraná, ajudar o Brasil e, mais do que isso, ajudar as pessoas”, disse.

Segundo Chede, a função do movimento é preparar o Paraná para as gerações futuras. “Pela importância cada vez maior que tem no cenário nacional, o Paraná precisa de iniciativas como essa”, destacou ele, que completou: “por isso estamos abertos a sugestões de todos os paranaenses que queiram contribuir para o desenvolvimento do estado”. Na oportunidade, foi inaugurado, ainda, um quadro do jornalista Cunha Pereira em agradecimento ao trabalho realizado por ele.

O presidente da ACP, Edson Ramon, ressaltou que o Pró-Paraná tem desenvolvido veementemente seu compromisso de zelar pelos interesses econômicos, culturais e políticos de nosso estado, acompanhando de perto as principais decisões de âmbito municipal, estadual e federal. Segundo ele, o exemplo de Cunha Pereira é fiel ao espírito paranista e deve ser seguido.“O Dr. Francisco é um forte inspirador para que, como ele, possamos lutar pelos ideais do estado, sendo sempre vigilantes sob a ética e a moral e colocando sempre os interesses públicos a frente dos pessoais”, afirmou.

Metas e lutas

O Movimento Pró-Paraná constitui-se de uma entidade da sociedade civil, independente, multidisciplinar e principalmente apartidária, voltada exclusivamente para a promoção da identidade cultural do Paraná, seu desenvolvimento integrado no âmbito da Federação Brasileira e da Comunidade Internacional, mais notadamente do Mercosul, e que busca sempre mobilizar e conscientizar a opinião pública.

O atual presidente do movimento, que já presidiu a ACP, elencou recentemente duas bandeiras principais a serem defendidas no biênio 2009/2011. Uma delas é a instalação de um Tribunal Regional Federal (TRF) em Curitiba, já que o TRF da 4.ª Região, com sede em Porto Alegre, precisa  responder por todo o Sul do país. O movimento defende, ainda, a melhoria da infraestrutura viária e dos modais do estado, para melhorar o escoamento da produção agrícola e industrial paranaense. A atual estrutura do Pró-Paraná é composta por Conselhos Superior e Consultivo, Diretorias, Comitês, Núcleos e Grupos de Trabalho, integrados por personalidades paranaenses, líderes e profissionais voluntários que atuam como agentes de coordenação, mobilização e estudo de assuntos de interesse público.

Créditos: Albari Rosa 

Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa 

Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa 

Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa 

Créditos: Felipe Rosa  Créditos: Felipe Rosa