Sustentabilidade é preocupação de setores público e empresarial

Prefeitura e ACP se unem para fortalecer desenvolvimento sustentável da cidade

A preocupação com o desenvolvimento sustentável de Curitiba motivou a visita do prefeito Luciano Ducci à Associação Comercial do Paraná (ACP), nessa quarta-feira (30), para um encontro promovido pelo Conselho de Ação para a Sustentabilidade Empresarial (Casem). O principal objetivo do encontro foi estimular a adesão do município ao Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU).

A ACP já é signatária do pacto e, em nome da instituição, o presidente Edson José Ramon fez convite ao prefeito Luciano Ducci, no sentido da inclusão da capital paranaense no Pacto Global das Cidades, a fim de que, além do setor empresarial, o poder público também possa reafirmar o compromisso com a sociedade na promoção de uma economia sustentável.

Foram apresentados durante a reunião três painéis sobre a necessidade de engajamento da cidadania nos projetos sociais. As palestras foram apresentadas por Maria Sandra Gonçalves, diretora de jornalismo da Gazeta do Povo; Fernando Swain Ganem, presidente da Associação dos Magistrados do Paraná (Amapar) e Marilda Précoma, do Casem, que sublinharam a relevância das parcerias entre a sociedade organizada e as instituições públicas para a melhoria das condições sociais existentes.

Rio + 20

O prefeito Luciano Ducci será um dos participantes da Conferência Rio + 20, no Rio de Janeiro, onde irá detalhar o projeto dos ônibus híbridos que serão utilizados na cidade a partir do segundo semestre. Segundo Ducci, os novos ônibus diminuem em 80% a emissão de gases do efeito estufa. Na condição de apoiadora da iniciativa, por sua vez, a ACP encaminhará um documento enfatizando a necessidade de união entre a sociedade e o setor empresarial para um futuro melhor para os seres humanos.

Aproveitando ainda a presença do prefeito, Ramon entregou em nome da ACP o projeto da “Tribuna da Cidadania”, que deverá ser instalada defronte à sede da entidade, para servir como local de exposição de ideias e reclamações da população.