Vendas motivadas pelo Dia dos Namorados cresceram 2% em Curitiba

Análise mostra que a estimativa anterior caiu um ponto percentual 

Balanço do volume de vendas motivadas pelo Dia dos Namorados no comércio curitibano, realizado pelo Instituto Datacenso a pedido da Associação Comercial do Paraná (ACP), indicou que a expectativa anterior de 3% de aumento das vendas caiu um ponto percentual, fixando-se na média de 2% em comparação com o ano passado.

Entretanto, o valor médio estimado de gastos por pessoa cresceu de R$ 157 para R$ 160,11, ou 13% a mais que no mesmo período do ano passado. Os presentes preferidos foram roupas (45%), chocolates e flores (14,5%), perfumes (12,5%), calçados (12%), joias/relógios (9%) e almoço/jantar (8,5%). As aquisições foram pagas à vista com cartão de crédito por 51% dos consumidores, enquanto 40% preferiram o pagamento parcelado.

O Datacenso ouviu 191 comerciantes de todos os portes e 200 consumidores de ambos os sexos na proporção de 50%, entre os dias 13 e 14 de junho. O ramo dos estabelecimentos comerciais ouvidos para a análise do desempenho das vendas foi dividida entre vestuário (25%), calçados (15%), joias/relógios (8%), flores (8%), utilidades (6%) e perfumes/cosméticos (6%). A pesquisa revelou, ainda, que 8% dos presenteadores no Dia dos Namorados se situam na faixa etária de 46 a 55 anos (7%) e de 50 a 65 anos (1%).

A renda média familiar mensal dos consumidores varia de R$ 1.392 a R$ 2.327 (39%) e de R$ 2.328 a R$ 4.558 (39%).