Vice-presidentes falam de reformas

Ética, gastos públicos e corrupção foram os temas que permearam a entrevista de
Marco Antônio Peixoto, coordenador do Conselho Político e do empresário Gláucio Geara, um dos vice-presidentes da Associação Comercial do Paraná (ACP). A íntegra da entrevista está disponível no site do youtube (http://www.youtube.com/legislativopr).

A prática da corrupção interfere na competitividade das empresas brasileiras, com reflexos inevitáveis na aplicação dos recursos públicos. Estes temas são abordados no manifesto “O Brasil Que Queremos”, lançado pela ACP em parceria com a OAB-PR. Marco Antonio, explicou a origem do documento defendendo o combate à corrupção e as altas taxas de juros. “Apesar das dificuldades, a população não deve esmorecer na luta contra a corrupção, pois é ela quem sofre os impactos da má qualidade dos serviços públicos”, ressaltou. Disse, ainda, que o país vive um bom momento na economia, “mas essa não pode ser uma desculpa para deixar de lado o problema da corrupção”.
Para Marco Antônio, é também importante considerar a oportunidade do pacote do governo em apoio às atividades produtivas.
Por sua vez, Geara destacou a luta da ACP pela ética e defesa das reformas institucionais. “Temos feito várias denúncias de corrupção, mas se não tivermos uma verdadeira reforma política, administrativa e tributária, continuaremos no prejuízo”, concluiu.