ACP recebe homenagem na Alep

Durante sessão plenária especial da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), realizada nesta quarta (1º), por proposição do presidente da Casa, deputado Ademar Traiano, a Associação Comercial do Paraná (ACP) recebeu homenagem pelos 125 anos de fundação.

De acordo com Traiano, este é um reconhecimento “ao trabalho de idealistas que geram empregos, riquezas e divisas para o Estado do Paraná”. A entidade fundada pelo Barão do Serro Azul nos idos de 1890, completa 125 anos de uma trajetória histórica, sendo a pioneira de todas as entidades do Estado e mãe do associativismo paranaense.

Ao destacar a importância do empreendedorismo para uma nação, em especial a brasileira, pelo complicado momento que atravessa, o presidente do Legislativo estadual  disse que “muito mais importante que oferecer uma casa pronta é possibilitar que a população tenha carteira assinada, para que não seja dependente de órgãos públicos”.

Para o presidente da ACP, Antronio Miguel Espolador Neto, permanecem vivos como norteadores da missão da entidade o entusiasmo e a visão de Ildefonso Pereira Correia, o Barão do Serro Azul, que viabilizaram o ideal de reunir em torno de uma causa comum um punhado de homens empreendedores e determinados.

Além disso, a ACP historicamente tem lutado em favor dos direitos coletivos e contra a corrupção na administração pública. “A ACP jamais se furtou a ocupar sua posição nas trincheiras do civismo, da ética e do respeito ao bem público. Sempre ergueu sua voz em favor das reformas política, tributária, trabalhista e previdenciária”, lembrou Espolador. Ele também destacou “a bandeira de repúdio à corrupção – prática sombria e criminosa que assola o País”.

Espolador concluiu registrando “a indignação por tudo que estamos vendo no Brasil de hoje”, ao mesmo tempo em que colocou acima de qualquer interesse “a independência política e apartidária sempre praticadas por nossa entidade centenária”.

Prestigiaram a cerimônia o ex-governador Orlando Pessuti e o presidente da Fiep, Edson Campagnolo, os ex-presidentes da ACP Edson José Ramon e Ardisson Akel, os vices-presidentes Gláucio José Geara, Sinval Lobato Machado, Camilo Turmina e Carlos Eduardo Guimarães e Maria Cristina Coutinho;  Norman de Paula Arruda (presidente do Conselho Superior da ACP), João Paulo Koslowski (presidente da Ocepar) e o empresário Fernando Fontana, além de outros convidados.