ACP une-se a entidades contra lockdown

Lockdown-não

 

O presidente Camilo Turmina participou nesta quarta-feira 26/05 de reunião com entidades representativas dos setores de bares, restaurantes, hotelaria eventos e turismo, entre outros, para definição de um posicionamento conjunto com relação às medidas de enfretamento à pandemia.

O vice-governador Darci Piana participou do encontro e se dispôs a intermediar negociação com a prefeitura de Curitiba. A bandeira laranja de alerta contra o coronavirus foi prorrogada até sexta-feira, quando a prefeitura anunciará as medidas restritivas que adotará para as próximas semanas.

Turmina expôs as iniciativas da ACP, que entende a necessidade de medidas restritivas, mas é contra o lockdown “pois já está provado que é ineficaz no controle da pandemia, reduzindo muito pouco o isolamento social”. Ele alertou que o poder público tem que impedir as aglomerações, mas também ter o mesmo rigor contra a lotação no transporte coletivo. A ACP propôs a adoção de um sistema de rodízio no funcionamento do comércio e serviços, como alternativa para reduzir a circulação de pessoas, mas a prefeitura não se manifestou sobre a sugestão.

“Temos que ser resilientes e nos adaptar a esta realidade, que nos impõe alguns sacrifícios. Empresas e cidadãos devem seguir os protocolos sanitários. Vamos agir juntos, sem politização, sem partidarismos”, destacou Camilo Turmina. Ele ainda reforçou esperar que Curitiba e as cidades da região metropolitana sigam os protocolos do governo do estado e mantenham o comércio aberto. “As ações devem ser conjuntas, o vírus não obedece a fronteiras”.