Candidata do Avante na ACP

Com a presença de Marisa Lobo, do Avante, a ACP deu prosseguimento à série de sabatinas com os candidatos a prefeito de Curitiba. Como é padrão nesses encontros, o presidente Camilo Turmina apresentou inicialmente algumas das preocupações da ACP e de seus associados, como a segurança e a questão da moradia, “já que 10% dos curitibanos vivem em áreas vulneráveis”.

A candidata disse que a construção de moradias populares será uma de suas prioridades, mas que primeiro terá que “entrar na prefeitura, conhecer os números” e em seguida tomar decisões a partir de parcerias com entidades e com a iniciativa privada.  Disse que as soluções devem ser técnicas e não políticas. Sobre mobilidade, destacou que é a favor da integração com a Região Metropolitana e que se deve investir na qualidade do sistema de transporte.

Questionada sobre ações para enfrentar a pandemia do novo coronavirus, informou que uma de suas primeiras medidas será oferecer através, do sistema público de saúde, tratamento preventivo para a Covid com a utilização de ivermectina e hidroxicloroquina, “pois é provado cientificamente no mundo todo há anos que isso funciona. Em seis meses no máximo, se a gente não acabar com o covid-19 em Curitiba eu não me chamo Marisa Lobo”, destacou. Os protocolos de enfrentamento à pandemia, segundo ela, serão discutidos com toda a sociedade, através de um comitê para discussão das soluções a serem adotadas.

Para os moradores de rua, a candidata prevê medidas que envolvam tratamento psicológico/psiquiátrico em ações através de parcerias com igrejas e empresas.

Participam como apoiadores da série de debates o Movimento Pró Paraná, Instituto de Engenharia do Paraná, Instituto Democracia e Liberdade,  Sindicato das Agências de Propaganda e Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação.

A programação de sabatinas segue dia 20/10, às 17h, Fernando Francischini, do Partido Social Liberal; 22/10, às 9h, Camila Lanes, do Partido Comunista do Brasil; 22/10, às 17h, Caroline Arns, do Podemos; 27/10, às 9h, João Arruda, do Movimento Democrático Brasileiro; 29/10, às 9h, Letícia Lanz, do Partido Socialismo e Liberdade; e 29/10, às 17h30, Rafael Greca, do Democratas.

Os candidatos participantes recebem um documento com a síntese de reivindicações e preocupações da ACP elaboradas a partir de consultas aos associados.