Cerca de 650 mil certificados digitais emitidos para acesso ao conectividade Social estão no prazo de renovação

As empresas que utilizam o sistema  precisam de certificado digital válido para transmitir dados relacionados ao FGTS e à Previdência Social; no caso da renovação de e-CPF a Boa Vista recomenda incluir número do PIS

Neste último trimestre de 2014, estima-se que cerca de 650 mil certificados digitais emitidos em 2011, e com validade de três anos, devam ser renovados, segundo a Boa Vista Serviços, cuja representante exclusiva é a ACP, com base em dados divulgados pelo ITI (Instituto Nacional de Tecnologia da Informação). A substituição das mídias (cartão e token) também merece uma atenção especial nessa renovação.

A maior parte das empresas que adquiriu certificados em 2011 era composta por 20 ou mais empregados e precisaram se adequar ao uso do certificado digital, de acordo com Angelo Tonin, diretor de Identidade Digital da Boa Vista, em atendimento às normas da Caixa Econômica Federal para a transmissão de arquivos de Recolhimento do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) e da Previdência Social (SEFIP e GFIP).

“Há três anos houve um pico de emissões de certificados digitais para atender a obrigatoriedade da Caixa. Como a maioria era de certificados tipo A3, com validade de três anos, estimamos que mais de 650 mil certificados estejam no período de renovação. Neste momento, também é importante observar a necessidade da troca da mídia usada para armazenar o certificado, ou seja, cartão e token, pois houve uma atualização na tecnologia dos certificados digitais (cadeia V2), e as mídias em uso antes desta data precisam ser substituídas”, complementa o executivo.

Para empresas e escritórios de contabilidade, a Boa Vista sugere o e-CNPJ tipo A3. Para os funcionários vinculados a essas empresas e que trabalharão com as transmissões das informações de FGTS (procuradores), a Boa Vista recomenda informar o PIS nos novos certificados digitais, que devem ser e-CPF nestes casos. Para profissionais autônomos, a recomendação também é do e-CPF, desde que tenha o CEI (obrigatório). Recomenda-se ainda que antes da renovação seja levado em consideração o custo-benefício dos certificados digitais disponíveis no mercado, para que a escolha contemple o que mais se adequa às necessidades da empresa.

Fonte: Boa Vista Serviços