Comércio: vendas caem, mas comerciante espera retomada

Confirmando a expectativa de um primeiro semestre ruim para o comércio curitibano, agravado pela fraca movimentação do período da Copa do Mundo, a sondagem conjuntural do comércio ACP/Datacenso, realizada entre os dias 13 e 15 passados com 400 entrevistas diretas (200 comerciantes e 200 consumidores), mostrou queda de 5% no volume de vendas em relação ao mesmo período do ano passado.

Contudo, com o início do segundo semestre e a temporada de lançamento das coleções de primavera/verão e muitas novidades, sempre com o reforço das promoções, descontos, liquidações e apoio da propaganda, os empresários entrevistados demonstram expectativa favorável e projetam a retomada das vendas, prevendo para esse mês um aumento de 5% na movimentação do setor varejista em relação ao mês passado.

A sondagem mostrou ainda, segundo o economista Cláudio Shimoyama, diretor técnico do Instituto Datacenso, responsável pela pesquisa, que o índice de situação presente do comerciante de Curitiba (ISPCC), que avalia o grau de entusiasmo do lojista em relação às vendas nos próximos 30 dias chegou a 137 pontos, superando o índice anterior (junho) em nove pontos. Quando o índice ultrapassa a marca de 100 pontos fica demonstrado que o empresário está otimista.

 Para acessar a pesquisa completa, clique aqui