Comitiva espanhola apresenta vantagens do Porto de Las Palmas para investimentos

O Conselho de Comércio Exterior e Relações Internacionais da Associação Comercial do Paraná (Concex-RI), recepcionou com um café da manhã nesta quinta (7) a comitiva espanhola de Las Palmas, na sede da entidade. Ocupando a 4ª posição em relevância portuária espanhola, o porto está ampliando a sua área portuária em 150 mil metros, apostando em potenciais investidores brasileiros mediante concessão mínima de 35 anos e máxima de 50 anos.

 Para o presidente da ACP, Antonio Miguel Espolador Neto, o Concex-RI tem “promovido promissor intercâmbio empresarial” ao organizar reuniões de negócios com grupos internacionais. Ratificando o posicionamento de Espolador, o coordenador do Concex-RI, Carlos Eduardo Guimarães, destacou que encontros como este propiciam a aproximação entre empresários com interesses em comum e oportunizam negócios,  além de contribuir para o desenvolvimento comercial local”.

Os representantes do porto revelaram que a área portuária está em expansão de 150 mil metros, apostando em potenciais investidores brasileiros mediante concessão mínima de 35 anos e máxima de 50 anos.

Apresentando as questões jurídicas e tributárias para investimentos no território espanhol, o assessor da Bolsons – Consultoria Internacional, Alexandre Bolson, destacou a facilidade em exportar para a costa africana, que fica a apenas 100 km das do Porto de Las palmas, localizado na ilha homônima, a maior do arquipélago das Canárias. “Por meio da diversificação do tecido empresarial, a União Europeia (UE) oferece benefícios fiscais aos investidores, com alíquotas que chegam a apenas 4%”, disse Bolson.

De acordo com o vice-presidente da ACP, Monroe Olsen, na medida em que o Porto de Las Palmas amplia a sua área portuária, o Porto de Paranaguá também poderá receber investimentos espanhóis e de grupos econômicos que tenham interesse nessas oportunidades simultâneas. 

O “Caribe europeu”, como se referiu o presidente da Autoridade Portuária de Las Palmas, Luis Ibarra, às Ilhas Canárias é um local oportuno para investimentos em armazéns logísticos. Hoje, a ilha recebe 13 milhões de turistas por ano, sendo o mais importante recebedor de cruzeiros do mundo.