Concurso “Minha startup muda o mundo” começa a examinar projetos

Uma banca julgadora formada por integrantes do Conselho de Jovens Empresários (CJE) da Associação Comercial do Paraná (ACP) ouviu nessa quinta-feira (26) as primeiras quatro propostas inscritas na quinta edição do concurso “Minha startup muda o mundo”, em encontro realizado no auditório principal da entidade associativa do comércio e serviços.

O grupo de avaliadores é formado por Gustavo Tacla (coordenador do CJE), Bernardo Regueira Campos (vice-coordenador), Luan Dias (diretor político), Pedro Henrique Barbosa (diretor jurídico), Monroe Olsen (coordenador do Coextel) e Cléia Delicoli (Fomento Paraná).

O cronograma de apresentações iniciado na quinta-feira terá prosseguimento nos próximos dias 30 e 31, às 19h, em dependências da ISAE/FGV (Visconde de Guarapuava, 2943); no dia 6 de novembro, às 19h, na Jupter (General Carneiro, 1031, Alto da Glória) e no dia 29 de novembro, às 19h, novamente no auditório da Associação Comercial do Paraná (XV de Novembro, 621).

As primeiras apresentações estiveram a cargo da CWBIOGAS, por meio de Theo Roccon Branco e Luiz Prado Falcão; UEBLET, por Maria Cristina Dadalt; FREEHELPER, por Gabriel Pinheiro e Pedro Eilert e VENDITI, representada por Sabrine Matos, consultora de marketing digital.

Pela ordem das apresentações perante a banca julgadora, que levantou questões pertinentes aos projetos respondidas pelos responsáveis, os temas foram o fornecimento de biodigestores para a produção doméstica de biogás, incluindo estabelecimentos de maior porte como hotéis, pousadas, restaurantes, órgãos públicos, escolas e até cidades inteligentes.

O equipamento fornecido pela CWBIOGAS tem custo de R$ 5,9 mil, com vida útil de 10 a 12 anos e retorno do investimento entre dois e quatro anos.

A startup UEBLET fará o lançamento de um aplicativo que permitirá o acompanhamento, por parte dos leitores, de seus folhetins preferidos com histórias e ilustrações especialmente compostas por autores e ilustradores convidados.

A FREEHELPER, por sua vez, apresentou proposta que consiste no encaminhamento de profissionais com tempo disponível para a prestação de trabalho voluntário com o foco dirigido ao atendimento de necessidades específicas de organizações não governamentais (ONGS), ao passo que a VENDITI se propõe a fornecer ao mercado serviços de alto nível e preços extremamente acessíveis na área do marketing digital.

O concurso “Minha startup muda o mundo” que terá ainda quatro apresentações de pitches nas datas acima mencionadas, conta com o patrocínio da Companhia Paranaense de Energia (Copel), Fomento Paraná, Renault e World Trade Center (WTC).

Com o objetivo de estimular o empreendedorismo paranaense a comissão julgadora do concurso indicará três startups vencedoras que receberão os prêmios de R$ 7,5 mil, R$ 3,5 mil e R$ 1.625 mil, respectivamente, além dos incentivos representados por residência em empresas de porte, mentoria jurídica e diagnóstico de compliance, entre outros.

 

Concurso “Minha startup muda o mundo” começa a examinar projetos
Concurso “Minha startup muda o mundo” começa a examinar projetos
Concurso “Minha startup muda o mundo” começa a examinar projetos
Concurso “Minha startup muda o mundo” começa a examinar projetos
Concurso “Minha startup muda o mundo” começa a examinar projetos
Concurso “Minha startup muda o mundo” começa a examinar projetos
Concurso “Minha startup muda o mundo” começa a examinar projetos
Concurso “Minha startup muda o mundo” começa a examinar projetos
Concurso “Minha startup muda o mundo” começa a examinar projetos
Concurso “Minha startup muda o mundo” começa a examinar projetos
Concurso “Minha startup muda o mundo” começa a examinar projetos
Concurso “Minha startup muda o mundo” começa a examinar projetos
Concurso “Minha startup muda o mundo” começa a examinar projetos
Concurso “Minha startup muda o mundo” começa a examinar projetos