ACP | Associação Comercial do Paraná

Congresso discute influência do CPC nos processos de trabalho e previdência

Dois paineis – Autonomia do Processo do Trabalho no Novo CPC e o Novo CPC como Norma Superior do Sistema de Justiça Não-Penal – expostos pelos juristas Cássio Colombo Filho e Vicente de Paula Ataíde Jr, abriram na noite dessa quinta-feira (5), no auditório da Associação Comercial do Paraná (ACP), o 1º Congresso Nacional de Processo do Trabalho organizado pela Câmara de Trabalho e Previdência do Conselho de Tributação da entidade.

O evento será encerrado no final da tarde dessa sexta-feira (6) com a exposição de mais cinco painéis, cuja mediação será feita pelos professores Marco Antonio Vilatore, Mauro Bordin, Ana Paula Fernandes e Rodrigo Fortunato Goulart, e com apresentações a cargo de José Aparecido dos Santos, José Affonso Dallegrave Neto, Fábio Túlio Barroso, Júlio Cesar Bebber. Célio Horst Waldraff, Sandro Gilbert Martins, Roberto Dala Barba Filho, Melissa Folmann, Fábio Zambitte Ibrahim, Manoel Antonio Teixeira Filho e Mauro Schiavi.

A linha geral das abordagens do segundo dia do congresso terá como foco o Novo Código do Processo Civil (CPC) e sua influência sobre os processos de trabalho e previdência. O coordenador Rodrigo Fortunato Goulart assinalou que “os professores convidados para a realização das palestras darão uma contribuição relevante aos mais de 1,5 mil inscritos de todo o Brasil”. 

Na abertura do evento, o vice-presidente da ACP, Gláucio José Geara, falando em nome do presidente Antonio Miguel Espolador Neto, agradeceu a resposta “do expressivo grupo de renomados juristas, versados nos desdobramentos do Direito do Trabalho e da Previdência”, que atendeu o convite para debater com os participantes as implicações do Novo Código do Processo Civil nos processos trabalhistas e previdenciários.

Dentre os convidados para a instalação do congresso, transmitido ao vivo pela Internet para mais de 1,5 mil inscritos em todo o território nacional, estiveram presentes o desembargador Arnor Lima Neto, recém-eleito para a presidência do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 9ª Região e o procurador Gláucio Oliveira, do Ministério Público do Trabalho, além de professores de Direito, advogados e estudantes.

A iniciativa do congresso foi da Câmara de Trabalho e Previdência do Conselho de Tributação da ACP, coordenados respectivamente por Rodrigo Fortunato Goulart e Airton Hack, que é um dos vice-presidentes da entidade de classe dos setores de comércio e serviços.