ACP | Associação Comercial do Paraná

Recém-eleita, Christiane Yared promete renovação e independência

Deputada vai trabalhar para trazer hospital referência para São José dos Pinhais

 

A deputada federal recém-eleita pelo Paraná com mais de 200 mil votos, Christiane Yared (PTN), fundadora e presidente do Instituto Paz no Trânsito, empresária do ramo de alimentos, além de pastora da Igreja do Evangelho Eterno, foi a convidada especial do encontro promovido nessa terça-feira (4) pelo Conselho da Mulher Executiva (CME), da Associação Comercial do Paraná. O evento foi coordenado pela vice-presidente Maria Cristina Fernandes Coutinho e teve também a participação dos vice-presidentes Sinval Lobato Machado, Paulo Brunel e Odone Fortes Martins.

O vice-presidente Sinval Machado, em nome da ACP, saudou a convidada, a quem se referiu como “mãe, cristã, empresária e, agora mais que nunca, mulher de muita garra”.

Na oportunidade, a deputada eleita em outubro discorreu sobre o tema “Educação de trânsito, conscientização para a vida”, cujo teor consiste no foco da atuação do Instituto Paz no Trânsito, por ela criado após a morte do filho Rafael Gilmar de Souza Yared, aos 25 anos, vítima de rumoroso acidente de trânsito em Curitiba.

“Sinto-me em casa”, afirmou a empresária que no dia 2 de fevereiro de 2015 assumirá seu mandato na Câmara dos Deputados, em Brasília, sublinhando “a satisfação e tranquilidade” com que encara o novo desafio, lembrando ainda que seu compromisso “é fazer política de modo diferente e com liberdade”.

Renovação e independência

A deputada revelou estar ligada politicamente a um grupo de 24 parlamentares de pequenos partidos – o chamado bloco Renovação – que deverá agir com independência em relação aos demais blocos em formação na Câmara. Em termos objetivos, Christiane afirmou que vai trabalhar para trazer o Hospital Sara Kubitschek para São José dos Pinhais, um hospital de referencia, além de esclarecer a forma de atuação da chamada “máfia do DPVAT”.

“Ninguém sabe o número exato de vítimas do trânsito no Brasil”, assegurou a deputada. Contudo, lembrou que são pagos anualmente 70 mil seguros DPVAT, ao passo que, assinalou, as organizações não governamentais que operam na área calculam a ocorrência de aproximadamente 90 mil mortes anuais por acidentes de trânsito em nosso País. “Há um espaço que precisa ser saneado em favor dos desprotegidos”, disse.

Em meio a pormenores do acidente que vitimou Rafael, que considera “um filho plantado que hoje está produzindo frutos”, Christiane detalhou a atuação do Instituto Paz no Trânsito, que presta atendimento médico, psicológico, jurídico e assistencial a grande número de famílias que sofreram a perda de entes queridos em acidentes de trânsito.

Uma nova modalidade de trabalho desenvolvida com sucesso pela instituição, segundo Christiane, em colaboração com o Poder Judiciário, consiste no atendimento especializado a infratores e/ou causadores de acidentes com vítimas, especialmente por dirigirem embriagados.