Ações do Movimento Pró-Paraná durante a pandemia são apresentadas em live

A Associação Comercial do Paraná (ACP) promoveu uma live em parceria com o Movimento Pró-Paraná, nesta terça-feira (16/06), para uma troca de informações entre as duas instituições. Com o tema “As atividades do Movimento Pró-Paraná Face à Pandemia”. O presidente da ACP, Camilo Turmina, convidou o presidente do Movimento Pró-Paraná (MPP), Marcos Domakoski, também ex-presidente da ACP na gestão 2000-2004, para apresentar as ações do Movimento Pró-Paraná durante a pandemia da Covid-19. Domakoski atualmente é

Marcos Domakoski fez um breve relato da história do Movimento Pró-Paraná, criado pelo jornalista Francisco Cunha Pereira Filho, com o objetivo de enaltecer as causas paranaenses em todos os setores. Depois de passarem pela presidência do Movimento, o próprio Francisco, Belmiro Castor Valverde e Jonel Chede, Domakoski assumiu a presidência da instituição em 2015, mas sempre acompanhou a trajetória desde a sua fundação. Neste período, o MPP conseguiu o repasse de royalties para os municípios atingidos pelas terras alagadas pela usina de Itaipu; conseguiu evitar a divisão do Paraná em dois estados, conforme proposta de um deputado federal; aumentou a capacidade de carga para ser transportada pela estrada de ferro Curitiba-Paranaguá de 12 milhões para 30 milhões de toneladas/ano, a construção da terceira pista no aeroporto Afonso Pena, que permitirá o pouso e descolagem de grandes aeronaves, junto com o processo de privatização em curso pela Governo Federal e a construção da segunda ponte entre o Brasil e o Paraguai, com financiamento da obra por parte da usina de Itaipu.

Em seguida, Domakoski destacou que a pandemia do coronavírus é gravíssima e que todos deveriam deixar a ideologia e a política de lado e tratar do assunto apenas de forma científica. “Lamento que o comando nacional do combate à pandemia não tem uma unidade por parte do Governo Federal. Estamos com o crescimento de casos no Paraná chegando a números preocupantes. Eu prego que, neste momento, o importante é sair vivo. A economia a gente conserta depois”, disse o presidente do MPP.

Os presidentes Camilo Turmina e Marcos Domakoski anunciaram que a ACP e a Fundação Copel estão dialogando para realizarem uma parceria entre as duas instituições para criação de um plano de previdência privada para os associados da ACP.