Moda de luxo atraiu engenheiro agrícola

O Conselho de Jovens Empresários (CJE) da Associação Comercial do Paraná recebeu na noite dessa quinta-feira (15), o gaúcho Fernando Capoani, fundador e proprietário da Maison Capoani, dedicada à comercialização de moda masculina de luxo nas lojas de Curitiba, Foz do Iguaçu e Cidade de Leste (Paraguai). O início se deu com a primeira loja da grife aberta em Foz do Iguaçu nos anos 90 do século passado.

Saudado pelo coordenador do CJE e vice-presidente da ACP, Henrique Domakoski, “como um empreendedor nato”, Capoani que concluiu a curso de engenharia agrícola em Cascavel, mas “demorou sete anos para ir buscar o diploma”, sentiu-se atraído pelo mercado da moda pelo fato de suas irmãs tocarem “um pequeno estabelecimento em Medianeira, onde residia minha família”.

Na época, Fernando começou a se interessar por marketing e propaganda e pouco tempo depois buscava também informações sobre o sistema de franquias, assunto pouco conhecido então. A loja de Foz do Iguaçu foi umas das primeiras, segundo o empresário, a comercializar as grifes de luxo Forum e Hugo Boss. “Acertei na veia, mesmo tendo dificuldade em suplantar os obstáculos”, afirmou.

A ideia inicial acabou se transformando num empreendimento multimarcas, ampliado pela vinda do empreendedor para Curitiba onde abriu as lojas da Comendador Araújo e do Shopping Crystal. O empreendimento que assumiu a característica de empresa familiar, além de Fernando Capoani, conta com a participação da esposa, irmã e sobrinho, que comandam as lojas de Curitiba, Shopping Crystal, Foz do Iguaçu e Cidade de Leste.

A Maison Capoani revende marcas mundiais como Ermenegildo Zegna, Armani Jeans, Hugo Boss, Diesel, Just Cavali, Ralph Lauren, Tommy Hilfiger, Galiano, Penguin e GANT, além das nacionais conhecidas no exterior como Ricardo Almeida, Bob Store, Carmim e Bris Barros, entre outras.