As autoridades precisam se entender

615fc1b5-64f7-4b46-804b-4e56bd6f822d
Calçadão da XV, em Curitiba — Foto: Giuliano Gomes/PR Press – G1 PR

Há meses temos alertado para a necessidade de as autoridades se entenderem no sentido de haver um mínimo de uniformidade nas medidas de combate ao coronavírus. Um exemplo de falta de diálogo foi o recente decreto que fechou tudo em Curitiba enquanto, na Região Metropolitana, a vida continuou normal, com o comércio aberto seguindo o decreto estadual.

Agora, chama a atenção a decisão da prefeitura de Curitiba, que decidiu abrir restaurantes e supermercados aos domingos enquanto os municípios vizinhos ficam submetidos ao decreto estadual. Que isolamento ou distanciamento social se pretende? Ao contrário da situação anterior, quando os curitibanos correram para o comércio dos vizinhos, agora serão os moradores da Região Metropolitana que virão em peso para Curitiba.

A sociedade paga a conta da arrogância dos maus decretos, fato que atrapalha a vida das pessoas e economicamente é prejudicial. É até mesmo uma insanidade, porque não se brinca com vírus e cria-se desinformação que afeta a todos.

A capital dando o troco na grande Curitiba. Agora, aos domingos, prejudicamos os municípios do entorno.

O decreto mais ameno não é bonito e sim criminoso. Poderemos matar pessoas que estarão nesse vai e vem entre as cidades em busca de bens e serviços, tornando-se uma ameaça à sua vida. Os cidadãos ficam perdidos com tanta desinformação: é o vírus, mas é também o egoísmo da gestão pública com seus desserviços à comunidade.

O bom senso desaparece quando não se tem hierarquia.