ACP | Associação Comercial do Paraná

Pagamento de dívidas cai 2,0% no primeiro semestre do ano, diz Boa Vista SCPC

 

Em junho, a queda foi de 1,8% frente a maio, expurgados os efeitos sazonais

O indicador de recuperação de crédito – obtido a partir da quantidade de exclusões dos registros de inadimplência – caiu 2,0% no primeiro semestre do ano, quando comparado ao mesmo período de 2013, de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), cuja representante exclusiva no Paraná é a ACP. Em junho, a queda foi de 1,8% em comparação a maio, expurgados efeitos sazonais.

A queda manteve o indicador em trajetória de desaceleração no acumulado em 12 meses (comparação entre jul/13 até jun/14, contra jul/12 até jun/13), que passou de 1,0% em maio para 0,4% em junho. Contra junho de 2013, o indicador caiu 6,5% nesta última aferição.

Desde o ano passado, o indicador de recuperação de crédito segue em tendência de desaceleração. Seu atual ritmo de crescimento é condizente com a conjuntura econômica: o desaquecimento do mercado de trabalho, a queda recente da taxa de inadimplência, a menor concessão de crédito, entre outros fatores. Assim, todos os fatores mantidos constantes, para este ano a expectativa é de que esta desaceleração continue, mantendo o indicador estável com relação a 2013.

Regiões

Quando confrontados os primeiros seis meses do ano, contra igual período do ano anterior, a região Sudeste acumula a maior queda (4,2%). Na região Norte houve queda de 1,6%, e no Nordeste de 1,2%. Já a região Sul e Centro-Oeste, apresentaram elevação de 3,2% e 3,6%, respectivamente.

Na comparação mensal dos dados dessazonalizados, houve diminuição em todas as regiões, com exceção da região Centro-Oeste, que aumentou 0,8% na margem. Na região Sudeste, principal peso dentre as regiões, houve a queda mais intensa: 2,6%. No Nordeste, a variação foi negativa em 1,8%, na região Sul a diminuição foi de 0,8%, enquanto na região Norte a variação foi de -0,7%.

Varejo

O indicador que considera a recuperação de crédito no setor varejista aponta uma queda ainda maior no ano, -15,7% quando confrontado ao primeiro semestre de 2013. Para as demais regiões, mantida a base de comparação, a configuração ficou a seguinte: Nordeste, (-21,7%), Centro-Oeste (-18,3%), Norte (-17,7%), Sul (-14,0%) e Sudeste (-13,0%).