Pedidos de falência caem 21,6% no acumulado em 12 meses, segundo indicador da Boa Vista SCPC

Já para os pedidos de recuperação judicia, houve queda 5,4%

Os pedidos de falência caíram 21,6% no acumulado em 12 meses (junho de 2017 até maio de 2018 comparado aos 12 meses antecedentes), segundo dados com abrangência nacional da Boa Vista SCPC divulgados pela Associação Comercial do Paraná (ACP). Mantida a base de comparação, as falências decretadas subiram 21,8%, enquanto para os pedidos de recuperação judicial e recuperações judiciais deferidas foram observadas quedas de 5,4% e 7,1%, respectivamente.

Na comparação mensal os pedidos de falência caíram 7,9% em relação a março, enquanto as falências decretadas subiram 6,4%. No mesmo período foram observados crescimentos nos pedidos de recuperação judicial (37,2%) e recuperações judiciais deferidas (41,1%).

De acordo com os resultados acumulados em 12 meses, os pedidos de falência continuam caindo. O movimento de queda está atrelado a melhora nas condições econômicas desde o ano passado, que permitiu as empresas apresentarem sinais mais sólidos nos indicadores de solvência. A continuidade desse processo dependerá de uma retomada mais consistente da economia.

Metodologia

O indicador de falências e recuperações judiciais é construído com base na apuração dos dados mensais registrados na base de dados da Boa Vista SCPC, oriundos dos fóruns, varas de falências e dos Diários Oficiais e da Justiça dos estados.

A série histórica deste indicador se inicia em 2006 e está disponível em:
http://www.boavistaservicos.com.br/economia/falencias-e-recuperacoes-judiciais