Pesquisa ACP/Datacenso aponta estimativa de queda de 39% nas vendas para o Dia das Mães deste ano

CEO da Datacenso diz que incerteza com o futuro afeta comerciantes e consumidores devido à pandemia do Covid-19

 

O Instituto Datacenso realizou pesquisa sobre a intenção de compras do consumidor e estimativa de vendas para os comerciantes para o Dia das Mães de 2020. A estimativa é de uma queda de 39% nas vendas na segunda data mais importante para o comércio (a primeira data é o Natal) por conta da pandemia do Covid-19 (coronavírus). A pesquisa da Datacenso foi realizada com 100 lojistas e 200 consumidores, num total de 300 entrevistas, entre os dias 29 de abril e 4 de maio e tem grau de confiabilidade de 95%,

As vendas para o Dia das Mães encontram-se fortemente influenciadas pela pandemia mundial do Covid-19 e afetam o desempenho do comércio, que teve a maior parte das lojas fechadas entre os dias 21 de março e 17 de abril. A pesquisa foi respondida por 52% de homens e 48% de mulheres, sendo 68% de lojas de bairros e 32% de lojas no centro. A estimativa de queda nas vendas é apontada por 88% dos entrevistados, sendo que 5% acham que as vendas serão iguais às de 2019, 2% acham que serão superiores e 5% ainda não sabem como serão as vendas na data.

A expectativa dos comerciantes para o comércio nos próximos meses aponta que 54% dos comerciantes pesquisados estão preocupados com o futuro; 22% estão desanimados, 5% estão aguardando oportunidades chegarem e 19% estão esperançosos. Sobre o seu estabelecimento comercial e a expectativa para o futuro, 51% estão preocupados; 24% estão esperançosos; 20% estão desanimados e 5% estão aguardando oportunidades chegarem.

Quanto aos consumidores, 91% pretendem comemorar o Dia da Mães e 9% não pretendem. Destes, 54% pretendem ver suas mães pessoalmente e 46% vão fazer chamadas de vídeo ou de telefone. Os produtos preferidos para este ano são: roupas (29%); perfumes/cosméticos (23%); flores (15%); calçados (9%) e bolsas/acessórios (8%). A pesquisa quis saber se os consumidores fazem pesquisa de preço antes de comprar e 32% disseram que não fazem, enquanto 68% fazem. Destes, 44% pesquisam nos sites de busca; 23% pesquisam nos sites das lojas e 13% nos comparadores de preços. Com a pandemia, houve um grande crescimento nas compras pela internet que serão de 72% do total neste Dias das Mães, enquanto 28% pretendem comprar em lojas de rua. Outro dado que mostra a preocupação do consumidor é a queda no valor a ser gasto neste ano. O consumidor pretende gastar R$ 121,00 nas compras para este Dia das Mães, enquanto que em 2019 o valor médio foi de R$ 132,00.

Segundo o CEO do Grupo Datacenso, Claudio Shimoyama, a pesquisa revela um comerciante curitibano apreensivo e preocupado com as vendas para o Dia das Mães 2020 e com seus negócios. “Há uma incerteza quanto ao futuro do país, impactando também os consumidores que estão mais precavidos, consumindo somente o necessário e mudando a sua forma de comprar. Infelizmente, a pandemia de coronavírus está gerando um impacto negativo no desempenho das vendas do comércio, no segundo melhor mês do ano, ficando atrás apenas do Natal, em volume de vendas”, destaca Shimoyama.