ACP | Associação Comercial do Paraná

Recuperação de crédito sobe em relação à inadimplência em Curitiba no acumulado do ano

No acumulado do ano, a recuperação de crédito dos curitibanos foi de 10,1% (ou seja, das pessoas com nome excluídos da lista de devedores), enquanto o índice de inadimplência chega a 3,3%, conforme dados da Boa Vista, representada no Paraná com exclusividade pela Associação Comercial do Paraná (ACP). Os dados recentes de julho revelam 1,8% de aumento de inadimplência comparado ao mês anterior e 3% na recuperação de crédito, no mesmo período. Em 2019 (até julho, na comparação com o mesmo período de 2018), nas principais cidades do Paraná, houve um aumento do indicador de registros de inadimplentes, o que reflete o crescimento dos empréstimos na região, de acordo com a empresa.

Para o economista da Boa Vista, Flávio Calife apesar da recuperação lenta da economia, há uma desigualdade regional na dinâmica desta recuperação, com uma retomada mais acelerada do mercado de crédito nas regiões Sul e Sudeste a partir de 2017. “O aumento dos empréstimos em um ritmo superior ao da renda vem levando ao crescimento do endividamento e do comprometimento da renda com o pagamento de dívidas, o que tende a colaborar para o aumento da inadimplência”, reflete Calife.

Por outro lado, se cresce o indicador de registros, cresce ainda mais, na mesma base de comparação, o indicador de recuperação, sinal de que mais consumidores estão atrasando pagamentos, mas cresce em um ritmo superior o número de consumidores que estavam com dívidas atrasadas, mas estão conseguindo reequilibrar as finanças e sair do cadastro de inadimplentes.

Ou seja, analisados em conjunto, “os dados sugerem que o cenário da inadimplência no Paraná ainda não é preocupante, sem sinais de deterioração da saúde financeira das famílias”, ressalta Calife.

No Paraná, o indicador anual de crédito recuperado alcança 7,4% e o mensal de 2,7%. Os inadimplentes 1,9% no ano e 1,5% em julho.

Renegociação– Segundo a análise da Boa Vista com ACP, esse cenário demonstra estar em curso uma retomada mais acelerada dos empréstimos na região quando comparada à média do país, onde o indicador de registros ainda apresenta queda. A redução dos juros também favorece a renegociação de dívidas atrasadas, o que colabora para o aumento do indicador de recuperação, que também cresce mais no Paraná quando comparado ao restante do país.

O indicador de registro de inadimplência é desenvolvido por meio da quantidade de novos registros de dívidas vencidas e não pagas, enquanto a recuperação de crédito é medida pelas exclusões de registros informadas à Boa Vista SPC pelas empresas credoras.