Socorrista mais antigo do Siate é homenageado durante campanha Maio Amarelo

No encerramento da semana de atividades relativas ao movimento mundial Maio Amarelo, destinado a conscientizar a população quanto aos os prejuízos causados pelos acidentes de trânsito, especialmente sobre o grande número de vítimas fatais, portadores de sequelas e gastos hospitalares, a Associação Comercial do Paraná (ACP) por meio do Conselho de Câmaras Setoriais prestou homenagem ao Sistema Integrado de Atendimento ao Trauma de Emergência (Siate), na pessoa do cabo Nilson Antonio Machado, o mais antigo socorrista em atividade no primeiro grupamento de bombeiros de Curitiba, que está completando 25 anos de carreira.

A homenagem consistiu na entrega do certificado de reconhecimento aos excelentes serviços de atendimento às vítimas de acidentes socorridas inicialmente pelo Siate e posterior encaminhamento aos hospitais, assinado pelo presidente Gláucio Geara e pelo coordenador do conselho, vice-presidente Paulo Roberto Brunel.

O evento compartilhado pelo Detran-PR, Observatório Nacional de Segurança Viária e Secretaria Municipal de Saúde, ocorreu nessa sexta-feira (12) e contou com a presença de Marcos Traad, diretor geral do Detran-PR, coronel Fábio Mariano de Oliveira, comandante em exercício do Corpo de Bombeiros e do Siate, coronel Valterlei de Matos, comandante do Batalhão Especial do Policiamento de Trânsito, Juçara Kuster Ribeiro, coordenadora de Educação para o Trânsito do Detran-PR, Mauro Gil Meger, vice-presidente do Observatório Nacional de Segurança Viária e Celso Alves Mariano, diretor do Portal de Trânsito e vice-coordenador da Câmara Setorial de Trânsito da ACP, além de outros convidados.

O presidente Gláucio Geara chamou a atenção para o valor da educação para o trânsito, ao lembrar que morrem por dia cinco pessoas no Paraná, que “gasta cerca de R$ 4 bilhões por ano de recursos para a área de saúde em atendimento e internações hospitalares de vítimas de acidentes em rodovias e ruas de centros urbanos”.

O diretor geral do Detran-PR, Marcos Traad, acrescentou um dado impressionante dessa realidade ao mencionar que o número diário de vítimas fatais do trânsito no Brasil é de 180 a 200 pessoas: “É como se caísse um avião por dia em nosso país”.

Esta foi a quarta semana mundial organizada pela ONU para alertar a população sobre a necessidade de redobrar o esforço educacional para a redução do número de acidentes e vítimas, cujo número anual é de 1,3 milhão de mortos.

 

 

Socorrista mais antigo do Siate é homenageado durante campanha Maio Amarelo
Socorrista mais antigo do Siate é homenageado durante campanha Maio Amarelo
Socorrista mais antigo do Siate é homenageado durante campanha Maio Amarelo
Socorrista mais antigo do Siate é homenageado durante campanha Maio Amarelo
Socorrista mais antigo do Siate é homenageado durante campanha Maio Amarelo
Socorrista mais antigo do Siate é homenageado durante campanha Maio Amarelo
Socorrista mais antigo do Siate é homenageado durante campanha Maio Amarelo
Socorrista mais antigo do Siate é homenageado durante campanha Maio Amarelo
Socorrista mais antigo do Siate é homenageado durante campanha Maio Amarelo
Socorrista mais antigo do Siate é homenageado durante campanha Maio Amarelo
Socorrista mais antigo do Siate é homenageado durante campanha Maio Amarelo
Socorrista mais antigo do Siate é homenageado durante campanha Maio Amarelo