ACP | Associação Comercial do Paraná

Vendas em agosto caem 6% em relação ao ano passado

Sondagem conjuntural do comércio curitibano realizada pelo Instituto Datacenso para a Associação Comercial do Paraná (ACP), entre os dia 1º e 3 de setembro, indicou queda de 1% no volume de vendas na capital em agosto em comparação com o mês anterior. Em relação ao mesmo período do ano passado, a pesquisa apontou queda de 6 pontos percentuais. A taxa de inadimplência do período teve variação de 11%  em comparação em agosto, o que significa a elevação de 9% para 10%.

Para 38% dos comerciantes entrevistados que afirmaram ter faturado menos, as principais justificativas para a queda foram estagnação do mercado (39%), endividamento dos consumidores (33%), falta de capital dos consumidores (25%), aumento da inflação (21%), reflexos da Copa do Mundo (12%), entre outras citações (20%).

Em agosto, segundo os 200 consumidores ouvidos, os itens mais consumidos foram roupas/acessórios (57%), calçados (30%), eletroeletrônicos (12%), perfumes/cosméticos (8%), utilidades domésticas (7%), celular/smartphones (7%), livros (3%), móveis (1%), jóia/relógio (1%) e viagem (1%). Na esteira da queda, o  valor das compras feitas no mês de agosto ficou em torno de R$ 335,00, com queda de 7% em relação a julho.

A pesquisa mostrou que em agosto, o volume de vendas a prazo (59%) continua maior do que à vista (21%). A principal forma de pagamento a prazo no mês continuou sendo através do cartão de crédito (685). A expectativa de vendas para o mês de setembro é positiva, com perspectiva de crescimento de 4%. Os setores mais otimistas quanto ao incremento nas vendas são óticas (13%), comércio de veículos/reparação (12%), lojas de departamentos (11%), joalheria/bijuterias/relojoaria (11%), materiais de construção (8%), supermercado (4%), calçados (1%), farmácia (1%). Apenas os departamentos de vestuário e artigos esportivos julgam que a situação ficará pior, com queda de (3%) e (1%), respectivamente.