Vendas motivadas pelo Dia dos Pais podem cair em Curitiba

O movimento do comércio para o Dia dos Pais em Curitiba pode ter leve queda, mas comerciantes têm esperança de equiparar o volume de vendas ao mesmo registrado em igual período do ano passado, foi o que revelou a pesquisa ACP/ Datacenso. De acordo com a sondagem, 42% dos empresários consultados  esperam faturar o mesmo montante arrecadado em 2015.

Os 30% mais pessimistas afirmaram que a queda nas vendas pode chegar a 8%, em valores corrigidos pela inflação de 7,34%. O valor apurado para intenção de compra de presentes deverá ser de R$108, ante os R$ 109,00 do ano passado, seguindo o mesmo percentual de queda do movimento. Há ainda uma parcela de comerciantes otimistas (28%) que se prepara para vender mais que em 2015.

A escolha dos presentes deve ser, em grande parte, relacionada a itens do  setor de vestuário (52%), seguido de calçados (8%), perfumes (8%) joia/relógio (4%), bebidas (3%), chocolates/flores (3%), eletrônicos (2%), almoço/ jantar (1%), artigos esportivos (1%) CDs/Dvds/Blu-ray (1%), celular/smartphones (1%), ferramentas (1%), livros (1%) e não sabe ainda (16%).

Os dados da pesquisa foram coletados entre os dias 25 e 27 de julho e se referem a respostas fornecidas por 200 empresários e 200 consumidores. As microempresas (com até 9 funcionaram) representam 75% do público ouvido, 24% pequenas empresas (10 a 49 funcionários) e 1% grandes (acima de 100 funcionários).

O perfil do consumidor curitibano entrevistado está equilibrado entre homens (52%) e mulheres (48%), com faixa etária predominante de 18 a 45 anos e renda familiar mensal entre R$880,00 a R$8.400,00.