Boa Vista SCPC: crise deve afetar a compra do presente para o Dia dos Pais

Pesquisa revela que 61% dos consumidores não devem comprar o presente nesta data comemorativa, um aumento de 33p.p. em relação ao ano anterior, quando apenas 28% não iriam presentear

A crise econômica deve afetar a compra do presente para o Dia dos Pais, segundo pesquisa da Boa Vista SCPC divulgada pela Associação Comercial do Paraná (ACP). De acordo com o levantamento, realizado com quase 2 mil consumidores, entre os dias 10 e 25 de julho, a maioria dos consumidores (61%) não deve comprar o presente para comemorar a data. Em 2016, apenas 28% dos consumidores declaravam que a data passaria em branco.

Quando questionados sobre o motivo, 23% alegam falta de condição financeira, seguida do desemprego e da contenção de despesas (ambos com 18%), priorização de outros pagamentos ou gastos (17%), redução do salário/poder de compra (9%) e aumento dos preços/inflação (5%). Apenas 10% responderam que não comemoram a data.

Entre os que vão comprar o presente dos pais, 66% pretendem gastar menos ou a mesma quantia (em 2016 eram 64%). Dos consumidores que pretendem gastar menos neste ano, 59% alegam a situação econômica do país, 17% a contenção de despesas, 15% a priorização de outros gastos, 7% a diminuição da renda e 2% outros motivos.

A pesquisa mostra que a grande maioria (70%) irá presentear com roupas, calçados, perfumes e acessórios, 8% celulares, 5% com itens de informática e eletrônicos, 5% com almoço, viagem ou entretenimento e outros 12% com bebidas, ferramentas e outros itens pessoais. Quando perguntado aos pais o que gostariam de ganhar, percebe-se uma contradição com o que irá ganhar: 30% gostariam de ganhar almoço, viagem ou entretenimento, 24% itens como roupa, calçados e perfumes, 20% celulares, 19% itens como bebidas, ferramentas e outros tipos de presentes, e 7% itens de informática e eletrônicos.

A escolha da lembrança para a data será feita levando em conta preço, promoção e desconto para 35% dos consumidores, seguidos de necessidade ou utilidade do presente (19%), desejo de quem irá receber (19%), atendimento (15%), marca ou qualidade (10%) e outros motivos (2%).

O valor médio que o consumidor deve gastar com o presente do Dia dos Pais será de R$ 166,46, uma variação positiva de 53% em relação ao valor médio registrado em 2016 (R$ 108,40). Para a grande maioria (85%) a compra do presente comprometerá menos de 25% da renda.

Metodologia

A sondagem buscou identificar os hábitos de compras dos consumidores para o Dia dos Pais, suas preferências, formas de pagamento e locais onde pretendem concentrar as compras. A Boa Vista SCPC utilizou metodologia quantitativa para realização da coleta das informações, por meio de pesquisa eletrônica, nacional, com 1.700 consumidores, no período de 10 a 25 de julho de 2017.

A pesquisa na íntegra está disponível clicando aqui.
SOBRE A BOA VISTA SCPC

A Boa Vista SCPC é a gigante do segmento de inteligência analítica sobre consumidores e empresas.

Com mais de 60 anos de atuação e reconhecimento nos serviços prestados, desde a origem do SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), é referência em soluções de crédito, score, marketing, gestão de riscos e fraudes, certificação digital entre outros serviços que estimulam a rentabilidade das empresas.

Um dos grandes diferenciais da Boa Vista SCPC é a transformação de dados de pessoas físicas e jurídicas em informações inteligentes para o mercado. Para isso, combina tecnologia e inovação, criando soluções analíticas que dão segurança nas avaliações de crédito e decisões de negócios.

A Boa Vista é pioneira em iniciativas marcantes para o consumidor brasileiro. Entre elas se destacam as campanhas de renegociação de dívidas, a autoconsulta gratuita de CPF pela internet e o monitoramento para proteção a fraudes. Além disso, a Boa Vista também inovou ao informar o score, uma pontuação que permite avaliar se o consumidor é ou não um bom pagador, hoje, disponível gratuitamente pela internet em www.consumidorpositivo.com.br.

A Boa Vista SCPC é precursora do Cadastro Positivo, que apresenta às empresas credoras o histórico de pagamentos honrados pelos consumidores, aumentando suas chances de conseguirem crédito no mercado.

Todas essas inovações reforçam a liderança da Boa Vista em serviços ao consumidor e em ser a parceira ideal nas decisões de negócios e em todo o ciclo de crédito.