Inadimplência do consumidor em Curitiba subiu 0,2% em janeiro, diz Boa Vista SCPC

Confira os indicadores de Maringá, Londrina e Cascavel

Em Curitiba, a inadimplência do consumidor subiu 0,2% na comparação mensal de janeiro contra o mês anterior, de acordo com os dados da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito) divulgados pela Associação Comercial do Paraná, enquanto na variação interanual (mesmo mês do ano anterior) o indicador cedeu 5,3%.

A recuperação de crédito do consumidor da cidade se manteve estável (0,0%)  na comparação mensal de janeiro contra o mês anterior, enquanto na variação interanual (mesmo mês do ano anterior) o indicador recuou 12,8%.

Maringá

Em Maringá, o Indicador de Registros de Inadimplentes caiu 0,2% na comparação mensal de janeiro contra o mês anterior, de acordo com os dados da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), enquanto na variação interanual (mesmo mês do ano anterior) o indicador cedeu 3,6%.

O indicador de recuperação de crédito, por sua vez, aumentou 1,8% na comparação mensal de janeiro contra o mês anterior, enquanto na variação interanual (mesmo mês do ano anterior) o indicador recuou 4,9%.

Londrina

A inadimplência do consumidor em Londrina aumentou 0,7% na comparação mensal de janeiro contra o mês anterior, enquanto na variação interanual o indicador cedeu 2,9%.

A recuperação de crédito aumentou 2,8% na comparação mensal de janeiro contra o mês anterior, enquanto na variação interanual (mesmo mês do ano anterior) o indicador obteve queda de 7,0%.

Cascavel

Na cidade de Cascavel o Indicador de Registros de Inadimplentes subiu 0,5% na comparação mensal de janeiro contra o mês anterior, enquanto na variação interanual (mesmo mês do ano anterior) o indicador cedeu 0,4%.

A recuperação de crédito do consumidor, por sua vez, aumentou 1,7% na comparação mensal de janeiro contra o mês anterior, enquanto na variação interanual (mesmo mês do ano anterior) o indicador caiu 5,6%.

Metodologia

O indicador de registro de inadimplência é elaborado a partir da quantidade de novos registros de dívidas vencidas e não pagas e o indicador de recuperação de crédito é elaborado a partir das exclusões de registros informadas à Boa Vista SCPC pelas empresas credoras. O índice calculado pela média móvel dos últimos 12 meses do mês de referência, tendo como ano base a média desses valores em 2011 (base = 100). A partir de março de 2016, as séries dessazonalizadas (as quais utilizavam o filtro sazonal X-12 ARIMA, disponibilizado pelo US Census Bureau) foram descontinuadas.