Oportunidades de investimentos na Flórida foram expostas na ACP

Consultores independentes com experiência internacional explicam como fazer negócios nos Estados Unidos 

O presidente Antonio Espolador Neto, da Associação Comercial do Paraná (ACP), fez uma saudação especial aos 150 participantes do workshop promovido na manhã dessa terça-feira (3) pelo Conselho de Comércio Exterior e Relações Internacionais (Concex-RI), Escola de Comércio ACP e Interconsulting of America Corp, com a participação de consultores que atuam na área de negócios e investimentos na Flórida, Larry Chiang, Young Kim e Shao F. Mai.

Espolador lembrou que “apesar das dificuldades que o país enfrenta no campo econômico, é necessário manter o otimismo e a criatividade para encontrar boas oportunidades de negócios e investimentos”. Disse, ainda que o evento “que estamos realizando é uma das muitas oportunidades que a ACP vai colocar à disposição dos associados para ajudá-los a abrir e consolidar novos negócios”.

O vice-presidente Carlos Eduardo Guimarães, coordenador da Escola de Comércio ACP, apresentou os consultores convidados para as abordagens gerais e conversas pessoais no formato de workshop, antecipando também a realização em Curitiba do 6º Interbusiness, evento realizado em conjunto pela Fundação de Estudos Superiores do Paraná (Fesp), da qual é diretor, e Universidade Cristã da Flórida.

Para a coordenadora do Concex-RI, vice-presidente Deborah Dzierwa, “o interesse dos participantes é a certeza de que a ACP deve continuar organizando eventos dessa natureza”.

Parques temáticos e condomínios

O consultor independente Larry Chiang que atua há mais de 20 anos no mercado americano, especialmente no estado da Flórida, informou ter uma agenda com mais de três mil negócios para corretagem, com destaque para o ramo imobiliário. Dentre as oportunidades de negócios e investimentos, Larry citou parques temáticos, shoppings, lojas, restaurantes, hotéis, resorts e condomínios.

Segundo ele o potencial econômico do mercado da Flórida pode ser medido pelo fato de que os aeroportos de Miami e Orlando “recebem em conjunto 70 milhões de passageiros/ano, e grande parte desses viajantes chega com o objetivo de investir e fazer negócios”.

Chiang apontou também o reatamento das relações comerciais entre Estados Unidos e Cuba, “como uma porta aberta para novas oportunidades às empresas estabelecidas na Flórida, tendo em vista as grandes vantagens oferecidas em agricultura, energia e minérios, entre outros setores”. O consultor fez uma previsão otimista ao enfatizar que “Cuba poderá se transformar na China do Caribe”.

Imigração e negócios

A especialista em imóveis, Shao F. Mai explanou os inúmeros itens relacionados à aquisição, vendas, administração e investimentos pessoais em propriedades residenciais e comerciais na Flórida, ao passo que o advogado Young Kim, que atua na área de imigração, se referiu aos aspectos legais da imigração com vistas à realização de negócios e investimentos em território norte-americano.

O encontro realizado na sede da ACP foi prestigiado pelo vice-presidente Gláucio José Geara; Rommel Barion, vice-presidente da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep); Ardisson Akel, presidente da Junta Comercial do Paraná e Maria Consuelo Zetola, coordenadora do Interconsulting of America Corp, instituição que atua na aproximação de cidades irmãs.