ACP | Associação Comercial do Paraná

Posicionamento ACP sobre depredações

A Associação Comercial do Paraná manifesta sua preocupação com os fatos verificados na noite da segunda-feira 01/06 em Curitiba, quando um grupo de desordeiros provocou “quebra-quebra” que redundou em confrontos com a polícia militar. A entidade alerta que o momento exige atenção  por parte das autoridades.

“Já estamos passando por um período extremamente difícil provocado pela pandemia do novo coronavírus, com graves impactos na atividade econômica que estão atingindo a todos”, observa o presidente a ACP, Camilo Turmina. “Não podemos permitir de forma alguma que baderneiros  perturbem ainda mais a sociedade. Precisamos de paz e serenidade para enfrentar esta crise tão grave”.

Para Turmina, manifestações pacíficas fazem parte da democracia, mas a violência é inaceitável e só interessa àqueles que buscam o confronto e a radicalização em vez do diálogo. “Quem provoca depredações e queima bandeiras não pode ser chamado de ‘manifestante’. São delinquentes. Apoiamos as   autoridades para que identifiquem esses grupos e reforcem  o policiamento em eventuais manifestações a fim de proteger o patrimônio público e privado e a própria população”, destaca.