ACP | Associação Comercial do Paraná

Rubens Bueno recebido em almoço na ACP

A convite do Conselho Político da ACP, o deputado federal Rubens Bueno (PPS), esteve presente em almoço promovido pela entidade nesta segunda (31). O objetivo do encontro foi a discussão das perspectivas para o setor empresarial ao longo de 2014 e 2015. De acordo com o presidente em exercício da entidade, José Eduardo Sarmento, o convite a Bueno surgiu pela “sua conduta reta na defesa da honestidade durante seu exercício da vida pública”.

O parlamentar, que estava acompanhado de sua filha, Renata Bueno, deputada do Parlamento italiano, disse que as perspectivas para a conjuntura econômica brasileira em 2014 são ruins e tendem a se agravar. “Desde 2003, o que se tem visto é o mundo crescendo e o Brasil ficando aquém no crescimento da economia, porque não se tem dado atenção à poupança interna”. Bueno declarou que o governo mascara dados para que a realidade não fique evidente.

Com a aproximação da Copa do Mundo, investimentos feitos em estádios vêm à tona, em detrimento do baixo investimento em saúde e educação, por exemplo. “Para construção ou reforma dos estádios seriam destinados R$ 2 bilhões. No entanto, até agora já foram gastos R$ 8 bilhões e não se tem nada concluído”, declarou.

 

Bueno defendeu a necessidade de discutir uma gestão de qualidade e que se retome o mérito da administração com pessoas qualificadas para que se criem perspectivas a médio e longo prazo. “Hoje o governo está arrecadando mais e gastando mal, e exemplo disso são os custos para manter os 24 ministérios, dez secretarias e cinco órgãos com status de ministério. A presidente criou duas novas pastas, a Secretaria de Aviação Civil e a Secretaria da Micro e Pequena Empresa, cujos titulares têm status de ministros”, explicou.

Durante o evento, os membros do conselho e demais convidados puderam debater com o parlamentar acerca de assuntos pertinentes à entidade. Antonio Miguel Espolador, vice-presidente da ACP e próximo na linha de sucessão da presidência, demonstrou-se preocupado com a cultura brasileira de demandar propina em todas as esferas da administração pública. “Este é um câncer, um problema crescente que começou no topo da hierarquia e espalhou-se até a base”, criticou. Sobre o assunto, Rubens Bueno afirmou que só haverá solução com pesados investimento reais em educação.

Estiveram presentes ao almoço o deputado Douglas Fabrício (PPS), os  vereadores Paulo Rink e Hélio Wirbinski (PPS), o presidente do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE,) Jorge Gomes Rosa; o  presidente do Instituto de Pesos e Medidas do Paraná (Ipem), Rubico de Camargo; o presidente do Conselho de Ética do PPS, Ivo Camargo de Lima; a deputada do Parlamento italiano Renata Bueno; o ex-deputado federal Amadeu Geara, os vices-presidentes Antonio Miguel Espolador, Edda Deiss de Melo e Silva, Airton Hack e Camilo Turmina, além do assessor jurídico Cléverson Marinho Teixeira.